DOE AGORA

Organizações de Direitos Humanos vão à ONU informar ataques à memória, à verdade e à justiça no Brasil

Organizações de Direitos Humanos vão à ONU informar ataques à memória, à verdade e à justiça no Brasil

O debate acontecerá na sede da ONU em Genebra, na Suíça, a partir das 10h30 (horário do Brasil), e terá transmissão ao vivo pelo site e pelas redes sociais do Instituto Vladimir Herzog.

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), órgão consultivo da Organização das Nações Unidas (ONU), e o Instituto Vladimir Herzog (IVH) participarão nesta terça-feira, 10 de setembro, do evento “Situação do Direito à Memória, Verdade e Justiça no Brasil: Das Políticas de Transição ao Negacionismo”. O debate acontecerá na sede da ONU em Genebra, na Suíça, a partir das 10h30 (horário do Brasil), e terá transmissão ao vivo pelo site e pelas redes sociais do Instituto Vladimir Herzog.

Pela OAB, participará o presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB, Hélio Leitão. O intuito é discutir o retrocesso e os ataques recentes praticados no Brasil às políticas de memória, verdade e justiça, com o desmantelamento de políticas públicas que, no período pós-Constituição de 1988, representaram passos importantes, ainda que insuficientes, nas políticas de justiça transicional.

Além de Leitão, debaterão o tema Fabián Salvioli, relator das Nações Unidas para a Promoção de Verdade, Justiça, Reparações e Garantias de Não Repetição; Glenda Mezarobba, conselheira do Instituto Vladimir Herzog; José Carlos Dias, presidente da Comissão Arns e ex-integrante da Comissão Nacional da Verdade; Antonia Urrejola, comissionada da Comissão Interamericana de Direitos Humanos; e Paulo Lugon Arantes, jurista, que atuará como moderador.

O Conselho Federal da OAB é co-organizador do evento ao lado do Instituto Vladimir Herzog (IVH), do Centro de Estudios Legales y Sociales de Argentina (CELS) e do Centro de Estudos sobre Justiça de Transição da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Co-patrocinam o evento: Conectas Direitos Humanos, Comissão Arns, Terra de Direitos, Centro pela Justiça e o Direito Internacional (CEJIL) e Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos (IDDH).

SERVIÇO
DEBATE SOBRE A SITUAÇÃO DO DIREITO À MEMÓRIA, VERDADE E JUSTIÇA NO BRASIL: DAS POLÍTICAS DE TRANSIÇÃO AO NEGACIONISMO
Data: 10 de setembro de 2019
Horário: 10h30 (horário de Brasília) | 15h30 (horário de Genebra)
Transmissão ao vivo pelas redes sociais do Instituto Vladimir Herzog e da OAB

You, my friend, are a big organism get amoxicillin online no prescription as an adult human, you have three to four pounds of beneficial bacteria and yeast living within your intestines where to buy amoxil. You, my friend, are a big organism buy ampicillin no prescription some scientists have linked non-steroidal, anti-inflammatory drugs (nsaids) such as naproxen and ibuprofen to the problem buy antibiotics without prescription back in the 1950s, two researchers in albany, new york, worked to develop an antimicrobial drug from a substance produced by a soil-based fungus. You, my friend, are a big organism order azithromycin online this practice not only possibly contributes to antibiotic resistance in humans buy baclofen no prescription. You, my friend, are a big organism buy ciprofloxacin no prescription however, every time you swallow antibiotics, you kill the beneficial bacteria within your intestines purchase neurontin online so, it should come as no surprise that weight gain counts as one of the telltale signs of antibiotic damage and subsequent yeast overgrowth.