Conselho

Conselho Deliberativo

Ivo Herzog

Ivo Herzog

Presidente do Conselho
Aline Rodrigues

Aline Rodrigues

Jornalista, educomunicadora e co-fundadora da produtora de jornalismo de quebrada Periferia em Movimento, por onde integra a Rede de Jornalistas das Periferias, o Fórum Comunicação e Territórios, a comissão organizadora do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog e o Fórum Permanente de Debate e Reflexão Sobre o Sistema Penitenciário e Carcerário. Compõe a Escola Feminista Abya Yala.

André Herzog

André Herzog

André Herzog é arquiteto e urbanista formado no Reino Unido (mestrado pela University College London) e no Brasil (graduado pela Universidade de São Paulo), com mais de 28 anos de experiência profissional em agências internacionais, setores públicos, academia, além de organizações não governamentais. Desde 2003 é funcionário do Banco Mundial, liderando projetos de habitação, infraestrutura urbana, e descentralização na África, Europa Oriental, América Latina, Sudeste Asiático, Leste asiático e Oriente Médio. Anteriormente, André foi membro permanente do Institute for Housing and Urban Development Studies nos Países Baixos, membro-fundador da Escola da Cidade, lecionou na Faculdade de Urbanismo e Arquitetura da Universidade Braz Cubas, e diretor-fundador do E+A Equipe de Arquitetos.

Beto de Jesus

Beto de Jesus

Formado em Filosofia e Teologia, Beto de Jesus é consultor em Diversidade Sexual e Gênero para organismos nacionais e internacionais, públicos e privados, com diversas publicações sobre o tema. É também Country Program Manager da Aids Healthcare Foundation no Brasil. Coordenou no Brasil vários projetos de prevenção e testagem comunitária para HIV/Aids em parceria com Ministério da Saúde, com a United States Agency for International Development – USAID e o Centers for Disease Control and Prevention – CDC. É Membro-fundador da Parada do Orgulho LGBTQIAI+ da cidade de São Paulo e Diretor para o Brasil da ILGA (International Lesbian, Gay, Bisexual, Trans and Intersex People Association) e Membro-fundador do Fórum de Empresas e Direitos Humanos LGBTQIA+. De 2003 a 2013 trabalhou em ações de Advocacy nas Nações Unidas em Genebra e Nova York com OSIG (Orientação Sexual e Identidade de Gênero.)
Trabalha com HIV/Aids desde 1983 e com diversidade sexual desde 1995.

Bianca Santana

Bianca Santana é jornalista e escritora. Doutora em ciência da informação e mestra em educação pela Universidade de São Paulo. Autora de “Quando me descobri negra” e de uma biografia de Sueli Carneiro, em processo de edição. Pela UNEafro, colaborou com a articulação da Coalizão Negra Por Direitos e agora se dedica à estruturação do Instituto de Referência Negra Peregum. É conselheira do Instituto Vladimir Herzog.

Denise Dora

Advogada, Diretora Executiva da ARTIGO 19, com vasta experiência em organizações da sociedade civil e na defesa dos direitos humanos. Fundou e dirigiu a Themis (Gênero, Justiça e Direitos Humanos), atuou na Fundação Ford e como Ouvidora da Defensoria Pública do Rio Grande do Sul.

Ester Solano

Esther Solano

Esther Solano Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Complutense de Madri, professora da Universidade Federal de São Paulo e de mestrado em Estudos Latinoamericanos e União Europeia da Universidade de Alcalá de Henares (Espanha), Organizadora dos livros O ódio como política (Boitempo, 2018) e Brasil em colapso (Ed Unifesp, 2019).

Eugenio Bucci

Eugênio Bucci

Eugênio Bucci é professor titular da Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP). Escreveu, entre outros livros, A forma bruta dos protestos, O Estado de Narciso e Sobre Ética e imprensa (publicados pela Companhia das Letras) e Existe democracia sem verdade factual? (Estação das Letras e Cores). Foi Secretário Editorial da Editora Abril, presidente da Radiobrás (entre 2002 e 2007, no primeiro governo Lula) e editor da revista Teoria & Debate.

Glenda Mezarobba

Glenda Mezarobba

Glenda Mezarobba é jornalista e cientista política, com mestrado e doutorado pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Especialista em direitos humanos, participou da elaboração do anteprojeto de lei para a criação da Comissão Nacional da Verdade. Na CNV, foi responsável pela investigação sobre violência sexual e de gênero durante a ditadura militar; por parte do diálogo com as Forças Armadas e pela pesquisa em arquivos da ONU. Pioneira, no Brasil, nos estudos sobre justiça de transição, é autora dos quatro verbetes sobre o Brasil para a primeira enciclopédia sobre o tema (Encyclopedia of transitional justice), lançada pela Cambridge University Press em 2012. Também é autora do livro Um acerto de contas com o futuro: a anistia e suas consequências – um estudo do caso brasileiro (Humanitas/Fapesp, 2006) e outros dezesseis capítulos de livros. Gestora na área de ciência e tecnologia, tem mais de uma década de experiência em cooperação científica nacional e internacional e em editais públicos para seleção de projetos de pesquisa científica.

Henrique Vieira

Henrique Vieira

Teólogo, Pastor, Ator, Pesquisador da Arte do Palhaço, Professor, Cientista Social, Historiador e Escritor, Henrique tem se dedicado no combate ao fundamentalismo religioso no Brasil. Pastoreia a Igreja Batista do Caminho, comunidade de fé itinerante que realiza suas celebrações em Niterói e Rio de Janeiro. Integra o Coletivo Esperançar, que reúne evangélicos na relação entre Evangelho e Direitos Humanos e respeito à diversidade. É Membro do Conselho Deliberativo do Instituto Vladimir Herzog. Atuou no filme Marighella, com direção de Wagner Moura. Em 2019 lançou o seu primeiro livro, O amor como revolução, pela editora Objetiva.

Juca Kfouri

Juca Kfouri

Juca Kfouri é jornalista desde 1970 e formado em Ciências Sociais pela USP, em 1973. Dirigiu as revistas Placar e Playboy. É colunista da Folha de S.Paulo, do Jornal da CBN, blogueiro no UOL e apresenta o programa Entre Vistas, na TVT. Foi diretor do Sindicato dos Jornalistas entre 1988 e 1991 e é conselheiro da Associação Brasileira de Imprensa (ABI).

Lilia Moritz Schwarcz

Professora do Departamento de Antropologia da USP e Global Scholar, em Princeton. Autora de: Retrato em branco e negro (1987); Espetáculo das raças (1993); As Barbas do Imperador (1998); A longa viagem da biblioteca dos reis (2002); O sol do Brasil (2008); Brasil uma biografia (2015); Um enigma chamado Brasil; Dicionário da escravidão e da Liberdade (2018); Lima Barreto triste visionário (2018); Sobre o autoritarismo no Brasil (2019); Bailarina da morte: a gripe espanhola de 1918 (2020); Enciclopédia Negra (2021). Recebeu prêmios literários: Jabuti, APCA, Biblioteca Nacional e Anpocs . Foi curadora das exposições: A longa viagem da biblioteca dos reis (2006), Nicolas-Antoine Taunay: uma tradução francesa dos trópicos (2008), Uma história do Brasil (2013), Histórias mestiças (2014), Histórias da infância (2016, Histórias da sexualidade (2017), Histórias afro-atlânticas (2018), Histórias das Mulheres (2019), Enciclopédia Negra (2021). Recebeu Prêmio Humboldt (2021). Foi Professora Visitante nas Universidades de Oxford, Leiden, Ècole, e Brown, e Tinker Professor na Columbia University. É membro do Comitê do Humans Right Watch, do Editorial Committe for Latin America da CECLA, Universidade de Beijing. É colunista do jornal Nexo e curadora adjunta para histórias do MASP.

Lucas Herzog

Lucas Herzog

Economista e graduando em Direito pela Universidade de São Paulo, atualmente é pesquisador na área de Direitos Humanos, em especial na pesquisa “Mapeamento das normas jurídicas de combate à Covid-19 no Brasil”, em parceria do Cepedisa/USP, com a Conectas Direitos Humanos e o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde. É Membro do Conselho Deliberativo do Instituto Vladimir Herzog desde 2020.

Luiz Weis

Luiz Weis

O jornalista Luiz Weis conheceu Vladimir Herzog ainda na juventude, no Colégio Estadual de São Paulo. Ali um professor conseguiu um estágio para os dois amigos no jornal O Estado de S.Paulo. Pós-graduado, Weis lecionou Sociologia da Comunicação na USP
até 1969, quando o titular do Departamento, Florestan Fernandes, foi cassado pela ditadura. Trabalhou em diversas publicações, como a revista Visão (onde reencontrou Vlado). Foi convidado por Vlado, então diretor da TV Cultura, a ingressar na equipe do telejornal Hora da Notícia, onde foi editor, comentarista político, criador e apresentador do programa Perspectiva, precursor do Roda-Viva. Em paralelo, integrou a nova diretoria do Sindicato dos Jornalistas, encabeçada por Audálio Dantas. Por pressão dos militares, teve de deixar a emissora. Pouco depois, Vlado foi preso e morto sob tortura. Weis também foi preso e processado. Em liberdade, trabalhou como editor-assistente da revista Veja, chefiou a redação da revista Superinteressante e foi editorialista do Estadão. Também publicou um perfil político de Vlado Herzog em Vlado – Retrato de um homem e de uma época, de Paulo Markun (org.) e escreveu o texto Carro-zero e pau-de-arara com Maria Hermínia Tavares de Almeida para o livro História da vida privada, vol. 4, Companhia das Letras. Faz parte do Instituto Vladimir Herzog desde a sua criação.

Sergio Gomes

Sergio Gomes

Jornalista formado pela ECA/USP (1973), onde foi professor das disciplinas Jornalismo Sindical, Comunitário e Popular entre 1986 e 1992. Trabalhou na Folha de S. Paulo e Folhetim, na década de 1970. É um dos fundadores da OBORÉ, em 1978, e seu diretor titular desde 1994, onde atuou como consultor de análise e planejamento de comunicação para cerca de 120 entidades sindicais e associativas, urbanas e rurais. Concebeu e dirige, desde 1994, o Projeto Repórter do Futuro – cursos de complementação universitária para estudantes de jornalismo. Integra o grupo de conselheiros do Instituto Vladimir Herzog desde a sua criação, em 2009.

Conselho Consultivo

Antônio Prado (Paeco)

Caco Barcellos

Célia Cristina Whitaker

Dácio Nitrini

Elifas Andreato

Fábio Magalhães

Fátima Pacheco Jordão

Flávia Schilling

Gunnar Carioba

Hélio Mattar

João Batista de Moraes Andrade

José Gregori

José Hamilton Ribeiro

Luis Ludmer

Malak Popovic

Márcio Moraes

Marco Antônio R. Barbosa

Marco Antônio Rocha

Margarida Genevois

Maria Victoria Benevides

Mário Sérgio de Moraes

Nemércio Nogueira

Oswaldo Luiz “Colibri” Vita

Paula Jancso Fabiani

Paulo Vannuchi

Raul Cruz Lima

Ricardo Ribenboim

Samuel Figueiredo

Zuenir Ventura

Entidades Integrantes da Comissão do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e de Direitos Humanos