Conselho

Conselho Deliberativo

Ivo Herzog

Ivo Herzog

Presidente do Conselho
Aline Rodrigues

Aline Rodrigues

Jornalista, educomunicadora e co-fundadora da produtora de jornalismo de quebrada Periferia em Movimento, por onde integra a Rede de Jornalistas das Periferias, o Fórum Comunicação e Territórios, a comissão organizadora do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog e o Fórum Permanente de Debate e Reflexão Sobre o Sistema Penitenciário e Carcerário. Compõe a Escola Feminista Abya Yala.

André Herzog

André Herzog

André Herzog é arquiteto e urbanista formado no Reino Unido (mestrado pela University College London) e no Brasil (graduado pela Universidade de São Paulo), com mais de 28 anos de experiência profissional em agências internacionais, setores públicos, academia, além de organizações não governamentais. Desde 2003 é funcionário do Banco Mundial, liderando projetos de habitação, infraestrutura urbana, e descentralização na África, Europa Oriental, América Latina, Sudeste Asiático, Leste asiático e Oriente Médio. Anteriormente, André foi membro permanente do Institute for Housing and Urban Development Studies nos Países Baixos, membro-fundador da Escola da Cidade, lecionou na Faculdade de Urbanismo e Arquitetura da Universidade Braz Cubas, e diretor-fundador do E+A Equipe de Arquitetos.

Beto de Jesus

Beto de Jesus

Formado em Filosofia e Teologia, Beto de Jesus é consultor em Diversidade Sexual e Gênero para organismos nacionais e internacionais, públicos e privados, com diversas publicações sobre o tema. É também Country Program Manager da Aids Healthcare Foundation no Brasil. Coordenou no Brasil vários projetos de prevenção e testagem comunitária para HIV/Aids em parceria com Ministério da Saúde, com a United States Agency for International Development – USAID e o Centers for Disease Control and Prevention – CDC. É Membro-fundador da Parada do Orgulho LGBTQIAI+ da cidade de São Paulo e Diretor para o Brasil da ILGA (International Lesbian, Gay, Bisexual, Trans and Intersex People Association) e Membro-fundador do Fórum de Empresas e Direitos Humanos LGBTQIA+. De 2003 a 2013 trabalhou em ações de Advocacy nas Nações Unidas em Genebra e Nova York com OSIG (Orientação Sexual e Identidade de Gênero.)
Trabalha com HIV/Aids desde 1983 e com diversidade sexual desde 1995.

Ester Solano

Esther Solano

Esther Solano Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Complutense de Madri, professora da Universidade Federal de São Paulo e de mestrado em Estudos Latinoamericanos e União Europeia da Universidade de Alcalá de Henares (Espanha), Organizadora dos livros O ódio como política (Boitempo, 2018) e Brasil em colapso (Ed Unifesp, 2019).

Eugenio Bucci

Eugênio Bucci

Eugênio Bucci é professor titular da Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP). Escreveu, entre outros livros, A forma bruta dos protestos, O Estado de Narciso e Sobre Ética e imprensa (publicados pela Companhia das Letras) e Existe democracia sem verdade factual? (Estação das Letras e Cores). Foi Secretário Editorial da Editora Abril, presidente da Radiobrás (entre 2002 e 2007, no primeiro governo Lula) e editor da revista Teoria & Debate.

Glenda Mezarobba

Glenda Mezarobba

Glenda Mezarobba é jornalista e cientista política, com mestrado e doutorado pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Especialista em direitos humanos, participou da elaboração do anteprojeto de lei para a criação da Comissão Nacional da Verdade. Na CNV, foi responsável pela investigação sobre violência sexual e de gênero durante a ditadura militar; por parte do diálogo com as Forças Armadas e pela pesquisa em arquivos da ONU. Pioneira, no Brasil, nos estudos sobre justiça de transição, é autora dos quatro verbetes sobre o Brasil para a primeira enciclopédia sobre o tema (Encyclopedia of transitional justice), lançada pela Cambridge University Press em 2012. Também é autora do livro Um acerto de contas com o futuro: a anistia e suas consequências – um estudo do caso brasileiro (Humanitas/Fapesp, 2006) e outros dezesseis capítulos de livros. Gestora na área de ciência e tecnologia, tem mais de uma década de experiência em cooperação científica nacional e internacional e em editais públicos para seleção de projetos de pesquisa científica.

Henrique Vieira

Henrique Vieira

Teólogo, Pastor, Ator, Pesquisador da Arte do Palhaço, Professor, Cientista Social, Historiador e Escritor, Henrique tem se dedicado no combate ao fundamentalismo religioso no Brasil. Pastoreia a Igreja Batista do Caminho, comunidade de fé itinerante que realiza suas celebrações em Niterói e Rio de Janeiro. Integra o Coletivo Esperançar, que reúne evangélicos na relação entre Evangelho e Direitos Humanos e respeito à diversidade. É Membro do Conselho Deliberativo do Instituto Vladimir Herzog. Atuou no filme Marighella, com direção de Wagner Moura. Em 2019 lançou o seu primeiro livro, O amor como revolução, pela editora Objetiva.

Juca Kfouri

Juca Kfouri

Juca Kfouri é jornalista desde 1970 e formado em Ciências Sociais pela USP, em 1973. Dirigiu as revistas Placar e Playboy. É colunista da Folha de S.Paulo, do Jornal da CBN, blogueiro no UOL e apresenta o programa Entre Vistas, na TVT. Foi diretor do Sindicato dos Jornalistas entre 1988 e 1991 e é conselheiro da Associação Brasileira de Imprensa (ABI).

Lucas Herzog

Lucas Herzog

Economista e graduando em Direito pela Universidade de São Paulo, atualmente é pesquisador na área de Direitos Humanos, em especial na pesquisa “Mapeamento das normas jurídicas de combate à Covid-19 no Brasil”, em parceria do Cepedisa/USP, com a Conectas Direitos Humanos e o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde. É Membro do Conselho Deliberativo do Instituto Vladimir Herzog desde 2020.

Luis Ludmer

Luis Ludmer

Luis Ludmer é produtor cultural e curador independente desde 2002. Iniciou sua carreira como curador de exposições e projetos na Comunidade Solidária, rede de ONGs fundadas pela socióloga Ruth Cardoso. Seus projetos no IVH foram a mostra de cinema e o workshop Paixão de Memória, com o cineasta chileno Patricio Guzman (2017), a co-curadoria com o Itaú Cultural da exposição Ocupação Vladimir Herzog (2019) e o Acervo Vladimir Herzog (2020). Atualmente, Ludmer é professor convidado de comunicação na EASP-FGV e pesquisador da história do cinema latino-americano, em parceria com a Universidade de Bremen (Alemanha).

Luiz Weis

Luiz Weis

O jornalista Luiz Weis conheceu Vladimir Herzog ainda na juventude, no Colégio Estadual de São Paulo. Ali um professor conseguiu um estágio para os dois amigos no jornal O Estado de S.Paulo. Pós-graduado, Weis lecionou Sociologia da Comunicação na USP
até 1969, quando o titular do Departamento, Florestan Fernandes, foi cassado pela ditadura. Trabalhou em diversas publicações, como a revista Visão (onde reencontrou Vlado). Foi convidado por Vlado, então diretor da TV Cultura, a ingressar na equipe do telejornal Hora da Notícia, onde foi editor, comentarista político, criador e apresentador do programa Perspectiva, precursor do Roda-Viva. Em paralelo, integrou a nova diretoria do Sindicato dos Jornalistas, encabeçada por Audálio Dantas. Por pressão dos militares, teve de deixar a emissora. Pouco depois, Vlado foi preso e morto sob tortura. Weis também foi preso e processado. Em liberdade, trabalhou como editor-assistente da revista Veja, chefiou a redação da revista Superinteressante e foi editorialista do Estadão. Também publicou um perfil político de Vlado Herzog em Vlado – Retrato de um homem e de uma época, de Paulo Markun (org.) e escreveu o texto Carro-zero e pau-de-arara com Maria Hermínia Tavares de Almeida para o livro História da vida privada, vol. 4, Companhia das Letras. Faz parte do Instituto Vladimir Herzog desde a sua criação.

Malak Popovic

Malak Popovic

Malak El Chichini Poppovic foi fundadora e diretora executiva da Conectas Direitos Humanos, e atualmente integra seu Conselho Diretor. Anteriormente, foi Coordenadora do Grupo de Direitos Humanos e Empresas da FGV Direito São Paulo; assessora internacional na área de Paz, Segurança e Direitos Humanos da United Nations Foundation; assessora sênior para o Programa de Parceria contra a Pobreza e a Exclusão Social da Comunidade Solidária em Brasília; e pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo. Ela trabalhou também para o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados -ACNUR- em vários países (1975-1988). Possui bacharelado em Economia pela Universidade do Cairo e mestrado em Economia e Relações Internacionais pelo Instituto Universitário de Estudos Internacionais em Genebra.

Maria Victoria Benevides

Maria Victoria Benevides

A carioca Maria Victoria Benevides é socióloga e cientista política, professora titular da Faculdade de Educação da USP (aposentada pela compulsória). Pesquisadora e autora no campo da Política Brasileira pós-1930, é também pesquisadora, autora e militante na área de Democracia e Direitos Humanos. Foi consultora e palestrante do projeto Respeitar é Preciso! do Instituto Vladimir Herzog, onde integra o Conselho Deliberativo. É atualmente membro da Comissão Dom Paulo Evaristo Arns de Defesa dos Direitos Humanos – Comissão Arns, e da Comissão Justiça e Paz-CNBB. É igualmente membro do Conselho da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. Viúva, tem três filhos e cinco netas.

Paula Fabiani

Paula Jancso Fabiani

Paula Jancso Fabiani, CEO do IDIS, tem sua trajetória marcada pela atuação nos campos da filantropia e cultura de doação, estando à frente de iniciativas como a Pesquisa Doação Brasil, o Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais e a Coalizão pelos Fundos Patrimoniais Filantrópicos. No campo da incidência política, teve sucesso na aprovação de duas legislações, nos âmbitos estadual e federal. Autora de dois livros sobre Fundos Patrimoniais e de livro sobre Primeira Infância, Paula é a única brasileira certificada na metodologia de avaliação de impacto SROI (Social Return on Investment) pela Social Value UK. Economista formada pela FEA-USP, com MBA pela Stern School of Business – New York University e especializações no país e no exterior, é Empreendedora Cívica da RAPS e membro dos Conselhos do Instituto Vladimir Herzog, WINGS e Instituto Mol. Atualmente, é aluna do Doutorado em Administração da FGV, na linha de pesquisa Gestão de Operações e Sustentabilidade.

Sergio Gomes

Sergio Gomes

Jornalista formado pela ECA/USP (1973), onde foi professor das disciplinas Jornalismo Sindical, Comunitário e Popular entre 1986 e 1992. Trabalhou na Folha de S. Paulo e Folhetim, na década de 1970. É um dos fundadores da OBORÉ, em 1978, e seu diretor titular desde 1994, onde atuou como consultor de análise e planejamento de comunicação para cerca de 120 entidades sindicais e associativas, urbanas e rurais. Concebeu e dirige, desde 1994, o Projeto Repórter do Futuro – cursos de complementação universitária para estudantes de jornalismo. Integra o grupo de conselheiros do Instituto Vladimir Herzog desde a sua criação, em 2009.

Conselho Consultivo

Antônio Prado (Paeco)

Caco Barcellos

Célia Cristina Whitaker

Dácio Nitrini

Decio Paes Manso

Elifas Andreato

Fábio Magalhães

Fátima Pacheco Jordão

Flávia Schiling

Gunnar Carioba

Hélio Mattar

João Batista de Moraes Andrade

José Gregori

José Hamilton Ribeiro

Márcio Moraes

Marco Antônio R. Barbosa

Marco Antônio Rocha

Margarida Genevois

Mário Sérgio de Moraes

Nemércio Nogueira

Oswaldo Luiz “Colibri” Vita

Paulo Vannuchi

Raul Cruz Lima

Ricardo Carvalho

Ricardo Ribenboim

Samuel Figueiredo

Zuenir Ventura

Entidades Integrantes da Comissão do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e de Direitos Humanos