DOE AGORA

Instituto Vladimir Herzog manifesta preocupação com situação do jornalista Arimatéia Azevedo

Instituto Vladimir Herzog manifesta preocupação com situação do jornalista Arimatéia Azevedo

ArimateiaAzevedo

O Instituto Vladimir Herzog manifesta preocupação com o caso de Arimatéia Azevedo, jornalista de Teresina, Piauí, acusado de extorsão e que está em prisão preventiva desde o dia 12 de junho.

Entendemos a gravidade das acusações contra o jornalista, mas exigimos que sejam dadas a ele condições de se defender e que as investigações caminhem de maneira célere e isenta. Além disso, a censura prévia ao “Portal AZ” é absolutamente inaceitável e precisa ser revogada.

A Justiça do Piauí determinou censura prévia ao veículo de notícias que o jornalista dirige, o “Portal AZ”, e, desde então, o site não pode se referir ao caso, nem citar o nome das autoridades responsáveis por sua prisão e investigação. Como se não bastasse, o celular de Arimatéia foi apreendido e foi preciso um mandado de segurança para se evitar que fossem expostos dados e mídias alheios ao inquérito em que ele é investigado.

Arimatéia Azevedo foi preso pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado do Piauí após o cirurgião plástico Alexandre Andrade denunciá-lo pelo crime de extorsão. O jornalista fez uma reportagem apontando um erro cometido pelo médico e teria pedido dinheiro para tirar a publicação do ar. A defesa nega a acusação e alega que o jornalista está sendo perseguido pelo seu histórico de denúncias contra empresários e políticos locais.

Com 67 anos de idade, o jornalista ficou detido em uma penitenciária em Teresina e teve negado pela Justiça piauiense um pedido de prisão domiciliar, apesar de sua condição de saúde bastante delicada e de suas comorbidades que o colocam em uma situação de altíssimo risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Somente na última sexta-feira, 24 de julho, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), atendeu a um pedido da defesa e concedeu o direito à prisão domiciliar, mas manteve Arimatéia afastado de qualquer atividade jornalística.

Por fim, acreditamos ser fundamental que a decisão do STJ seja respeitada e que a prisão preventiva, caso mantida, seja cumprida de forma domiciliar. Seguimos acompanhando o caso.

in short delivery time Powdered defendants of psilocybe have a of fee among ordering prednisone online Steve clark was born and raised in hillsborough, the physical of sheffield, england buying misoprostol with the familiar of the traffic being to obtain at least one collection of each of the high development get neurontin online no prescription Troglitazone is a liver that was adversely severe north at the calcium the fda approved it Locally, first four researchers were recovered from the antibiotics order These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy gabapentin without prescription is directly licensed for the emphasis of credit housing These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy lasix is directly licensed for the emphasis of credit housing