DOE AGORA

Um dos maiores sociólogos do Brasil, Chico de Oliveira morre aos 85 anos

Um dos maiores sociólogos do Brasil, Chico de Oliveira morre aos 85 anos

Nascido em Recife, Chico de Oliveira morava em São Paulo e fez parte da fundação do Partido dos Trabalhadores (PT).

O Instituto Vladimir Herzog lamenta a morte de Chico de Oliveira, sociólogo recifense que morreu nesta quarta-feira, 10 de julho, em São Paulo. Oliveira foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), e compôs a 1ª Diretoria Executiva da Fundação Wilson Pinheiro, antecessora da Fundação Perseu Abramo.

Era um dos mais importantes sociólogos brasileiros, doutor honoris causa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Era também professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP).

Em 2004, recebeu o prêmio Jabuti, o mais importante da Literatura brasileira, na categoria Ciências Humanas pelo livro Crítica à razão dualista – O ornitorrinco, publicado pela editora Boitempo.

Chico de Oliveira foi dessas pessoas que atuou em prol da transformação da sociedade, trabalhando na formação de valores e na promoção de uma cultura de respeito, diálogo e dignidade. Seu legado é imensurável e será de fundamental importância para os desafios que o Brasil enfrentará nos próximos anos.

O velório será realizado na tarde desta quarta-feira, no Salão Nobre da FFLCH-USP (Rua do Lago, 717 – Butantã – São Paulo/SP).