DOE AGORA

Instituto Vladimir Herzog repudia censura de Bolsonaro à “Folha de S. Paulo”

Instituto Vladimir Herzog repudia censura de Bolsonaro à “Folha de S. Paulo”

O Instituto Vladimir Herzog vem a público para repudiar veementemente a decisão do governo de vetar a participação do jornal “Folha de S. Paulo” na cobertura jornalística do jantar entre Jair Bolsonaro e Donald Trump, realizado nos Estados Unidos no último final de semana.

Ao restringir arbitrariamente o acesso de um veículo jornalístico a um evento de inegável interesse público, o governo de Jair Bolsonaro desce mais um degrau nos parâmetros democráticos e comete mais um ato de censura absolutamente inadmissível.

Como se não bastasse, o veto à Folha afronta a Constituição Federal, que em seu artigo 220, parágrafo 2º determina “a manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição” e fica “vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística”

Não podemos mais aceitar, de forma impune, os ataques à Constituição e estas recorrentes tentativas de cerceamento da liberdade de expressão, que buscam calar profissionais no exercício de seu ofício quando divulgam informações ou emitem opiniões críticas ou contrárias às medidas do governo.

As liberdades de expressão e de imprensa são essenciais para o bom funcionamento de qualquer democracia. Não importa se as ideias ou as notícias vão ou não contra nossas posições políticas ou preferências ideológicas, é preciso reagir a cada tentativa de cerceamento de liberdade de expressão e de imprensa, como esta feita pelo governo.

Por fim, reafirmamos nosso compromisso incansável de denunciar as insistentes e, cada vez mais perigosas, tentativas de calar a voz de comunicadores e jornalistas ao redor do país.