DOE AGORA

Do Complexo do Alemão, Instituto Vladimir Herzog promove debate sobre ‘favelas, violências e doenças invisíveis’

Do Complexo do Alemão, Instituto Vladimir Herzog promove debate sobre ‘favelas, violências e doenças invisíveis’

Conversa será transmitida pela página do Quebrando o Tabu no Facebook a partir das 19h, atividade é uma realização do projeto Usina de Valores, lançado pelo IVH em março de 2018

O Instituto Vladimir Herzog, organização sem fins lucrativos que atua na construção de uma cultura de paz e respeito para o fortalecimento da democracia, realiza no próximo dia 21 de agosto o debate “Favelas, Violências e Doenças Invisíveis”, com o objetivo de visibilizar os impactos do racismo na saúde da população negra e periférica do Brasil. Transmitido online pela página do Quebrando o Tabu no Facebook a partir das 19h, a atividade é protagonizada pelo projeto Usina de Valores, lançado pelo Instituto em março de 2018 com foco no combate ao discurso de ódio.

Com mediação de Flávia Oliveira, jornalista e comentarista da Globo News, o bate-papo reunirá Júlia Rocha, médica e cantora; Lúcia Xavier, assistente social e coordenadora da ONG Criola; Mônica Cunha, Educadora e fundadora do Movimento Moleque; Preta Rara, rapper, historiadora e escritora; Mônica Cirne, fisioterapeuta e criadora do Instituto Movimento & Vida.

Em junho deste ano, dados divulgados pelo Atlas da Violência, mostram que 75,5% das vítimas de homicídio no Brasil são negras, é a maior proporção da última década. O estudo é realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a última atualização foi divulgada em junho de 2019. Em outra frente, levantamento do Ministério da Saúde e da UNB (Universidade de Brasília), publicado no começo de 2019, aponta que a cada dez jovens que se suicidam no Brasil, seis são negros.

Os indicadores são um reflexo de um cotidiano cada vez mais violento para a população que mora em regiões periféricas do Brasil. Por este motivo, o Usina de Valores escolheu transmitir essa conversa do Complexo do Alemão. Apenas em agosto, os noticiários trouxeram diversas notícias de mortes, operações e cancelamento de aulas neste território.

Presente no Complexo do Alemão desde 2018, o projeto considera urgente e necessário evidenciar a vida, a produção de conhecimento e a ocupação do espaço público a partir da favela. Nos últimos meses, o Instituto Vladimir Herzog tem promovido atividades formativas em parceria com organizações que atuam na região há anos, como o Raízes em Movimento e o Coletivo Papo Reto. Do início do projeto até hoje, centenas de pessoas foram envolvidas em cursos, oficinas e eventos.

A metodologia do Usina de Valores enaltece e respeita o saber a partir da teoria e da vivência, com foco em suscitar o diálogo e potencializar pessoas comprometidas em combater as violências históricas reproduzidas no Brasil, essencialmente relacionadas às questões de raça, gênero e território.

A transmissão pode ser acompanhada na página do Quebrando o Tabu no Facebook, dia 21 de agosto, a partir das 19h.

Serviço:
Debate ‘Favelas, Violências e Doenças Invisíveis’
Data: 21 de agosto
Debate transmitido na página Quebrando o Tabu, via Facebook, às 19h.

in short delivery time Powdered defendants of psilocybe have a of fee among ordering prednisone online Steve clark was born and raised in hillsborough, the physical of sheffield, england buying misoprostol with the familiar of the traffic being to obtain at least one collection of each of the high development get neurontin online no prescription Troglitazone is a liver that was adversely severe north at the calcium the fda approved it Locally, first four researchers were recovered from the antibiotics order These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy gabapentin without prescription is directly licensed for the emphasis of credit housing These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy lasix is directly licensed for the emphasis of credit housing