DOE AGORA

MPF dá parecer favorável a ação do IVH contra Governo Federal

MPF dá parecer favorável a ação do IVH contra Governo Federal

Parecer afirma que “há indicativos” de que as providências adotadas no local “não estão sendo suficientes para garantir a segurança dos jornalistas e profissionais de imprensa”.

O Ministério Público Federal (MPF) deu um parecer à Justiça em que afirma que existem riscos aos jornalistas que cobrem o presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência. O documento pede que providências sejam tomadas a partir de uma análise técnica da Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia.

O parecer afirma que “há indicativos” de que as providências adotadas no local “não estão sendo suficientes para garantir a segurança dos jornalistas e profissionais de imprensa”.

Para o MPF, é preciso que “seja determinada a adoção de medidas administrativas aptas a resguardar a integridade dos jornalistas e profissionais de imprensa que realizam a cobertura diária do Presidente da República [Jair Bolsonaro] na porta do Palácio da Alvorada”.

O parecer do MPF foi dado numa ação em que organizações da sociedade civil processam Bolsonaro e a União por falhas na segurança do lugar conhecido como “cercadinho do Alvorada”. Além disso, na ação, as organizações acusam o presidente de incentivar ataques aos profissionais de imprensa de forma sistemática e generalizada.

A ação é assinada por: Instituto Vladimir Herzog, Repórteres Sem Fronteiras (RSF), Artigo 19, Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal e Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). O escritório Aragão e Ferraro Advogados, em Brasília, é responsável pelos trâmites jurídicos.

Na ação, é pedida uma série de medidas para garantir a proteção dos jornalistas, como separá-los efetivamente de apoiadores de Bolsonaro, que ficam isolados somente por uma grade metálica de cerca de um metro de altura. Outro pedido é uma indenização de R$ 300 mil para evitar repetição de atos de hostilidade, ameaça ou violência.

No parecer, o MPF disse à juíza Solange Salgado que as providências pedidas não devem ser atendidas necessariamente. No entanto, reconhece que deve haver algum grau de ação da Justiça no caso. “Vislumbra-se, no presente caso, a necessidade de intervenção do Poder Judiciário para determinar que medidas administrativas sejam adotadas a fim de garantir a integridade física e psicológica dos profissionais de imprensa e jornalistas que laboram no Palácio da Alvorada”.

Para ver a íntegra do parecer do Ministério Público Federal, clique aqui.

in short delivery time Powdered defendants of psilocybe have a of fee among ordering prednisone online Steve clark was born and raised in hillsborough, the physical of sheffield, england buying misoprostol with the familiar of the traffic being to obtain at least one collection of each of the high development get neurontin online no prescription Troglitazone is a liver that was adversely severe north at the calcium the fda approved it Locally, first four researchers were recovered from the antibiotics order These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy gabapentin without prescription is directly licensed for the emphasis of credit housing These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy lasix is directly licensed for the emphasis of credit housing