DOE AGORA

Memórias da Ditadura

7 de novembro de 2018

Ponte no DF volta a homenagear general Costa e Silva

Estrutura tinha sido renomeada em referência a Honestino Guimarães, morto na ditadura. Deputada eleita afirma que lei era ‘inconstitucional e autoritária’.
1 de novembro de 2018

Portal Memórias da Ditadura ganha novos conteúdos

Em parceria com a Caixa e o Governo Federal, Instituto Vladimir Herzog promove uma nova série de atualizações no maior acervo digital do assunto.
31 de outubro de 2018

Ministério Público denuncia autoridades do regime militar por colaborar com ditadura

Militante Olavo Hanssen morreu após ser submetido a sessões de tortura nas dependências do Dops.
17 de outubro de 2018

Nota do IVH: A justiça que não nos surpreende

O Instituto Vladimir Herzog manifesta seu estarrecimento com a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, que extinguiu a condenação de Carlos Alberto Brilhante Ustra pela tortura e assassinato de Luiz Eduardo Merlino.
14 de junho de 2018

Na ditadura havia ainda mais corrupção no Brasil do que nos dias atuais, afirma historiador

Regime militar favoreceu a concentração de renda e o aumento da desigualdade social através de práticas ilícitas de favorecimento dos governantes e seus apoiadores.
7 de novembro de 2017

Instituto Vladimir Herzog promove debate sobre a questão indígena no Brasil

Instituto Vladimir Herzog promove um debate sobre a história da luta dos povos indígenas no Brasil.
25 de outubro de 2017

Há 42 anos, Vladimir Herzog era assassinado pela ditadura. Vlado. Presente!

Há 42 anos, no dia 25 de outubro de 2017, morria Vladimir Herzog. Mas ele continua presente. Muito presente!
18 de setembro de 2017

Em parceria com o IVH, Associação Nacional de História realiza oficina sobre violência de Estado

26ª oficina do grupo de trabalho de ensino de História da regional de São Paulo da Associação Nacional de História (ANPUH-SP) acontece no próximo sábado, às 9h30.
10 de setembro de 2017

A democracia e seus desaparecidos na América Latina

A democracia na América Latina não extinguiu práticas que expressam o abuso de autoridade e, sobretudo, a ação contra sujeitos e grupos que o Estado gostaria que desaparecessem.
10 de setembro de 2017

Mesmo após debates, SP mantém nomes de ruas que lembram agentes da ditadura

Na última quarta-feira, Justiça de São Paulo concedeu liminar à Procuradora-Geral de Justiça e suspendeu os efeitos da lei que renomeava a Ponte das Bandeiras, na zona norte da capital paulista, para "Ponte das Bandeiras Senador Romeu Tuma".