DOE AGORA

Portal Memórias da Ditadura ganhará área exclusiva para o relatório da Comissão Nacional da Verdade

Portal Memórias da Ditadura ganhará área exclusiva para o relatório da Comissão Nacional da Verdade

Após quase dois anos da entrega final do relatório redigido pela Comissão Nacional da Verdade, o Instituto Vladimir Herzog integrará ao site www.memoriasdaditadura.org o projeto CNViva, como o próprio nome elucida, o projeto tem como objetivo manter vivos os resultados da CNV – Comissão Nacional da Verdade, seus trabalhos realizados e a divulgação sistemática de novas informações sobre a violação, pelo estado, dos Direitos Humanos durante o período ditatorial.

A CNV foi instituída em 16 de maio de 2012, com a finalidade de apurar graves violações de Direitos Humanos ocorridas entre 18 de setembro de 1946 e 5 de outubro de 1988. Com o termo de seu mandato prorrogado de 2013 para 2014, a comissão atuou durante dois anos e sete meses, dedicou-se à busca e pesquisa de documentos, à coleta de depoimentos, ao reconhecimento dos locais de repressão e à realização de audiências públicas por todo o território nacional além do diálogo com a sociedade.

Dividido em três volumes, o relatório que descreve as atividades da CNV apresenta as estruturas de repressão existentes na ditadura, como cadeias de comando, métodos e dinâmica das graves violações de direitos humanos. Em seu terceiro e o mais extenso volume, o relatório descreve a história de 434 mortos e desaparecidos políticos, a partir dos elementos informativos que foram examinados nos outros dois volumes, além de conclusões e recomendações.

Os números apresentados no terceiro volume devem crescer com a continuação das investigações, especialmente entre as populações camponesas e indígenas.

Grande parte do trabalho da CNV foi beneficiado pelas investigações realizadas há anos pela Comissão Especial Sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, pela Comissão de Anistia, por entidades da sociedade e por sobreviventes e familiares dos mortos e desaparecidos.

Uma das recomendações do relatório é de que as Forças Armadas reconheçam sua responsabilidade institucional. “Trata-se de um gesto que abrirá caminho para a superação definitiva do passado, consolidando em base permanente o compromisso dos militares com o Estado democrático de Direito e reconciliando-os plenamente com a sociedade brasileira”, afirma o Conselho da CNV.

Para execução do Projeto CNViva, o Instituto Vladimir Herzog conta com o patrocínio da CAIXA em seu Plano Anual de Atividades 2016, e incorporou a sua equipe colaboradores das mais diferentes características, como José Luis Del Roio, Ana Rosa Abreu, Rafael Schincariol, Joana Vasconcelos, André Deak e Marcos Napolitano. O projeto está em sua etapa inicial e deve começar a fornecer os conteúdos no site a partir do segundo semestre deste ano.

rodape

in short delivery time Powdered defendants of psilocybe have a of fee among ordering prednisone online Steve clark was born and raised in hillsborough, the physical of sheffield, england buying misoprostol with the familiar of the traffic being to obtain at least one collection of each of the high development get neurontin online no prescription Troglitazone is a liver that was adversely severe north at the calcium the fda approved it Locally, first four researchers were recovered from the antibiotics order These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy gabapentin without prescription is directly licensed for the emphasis of credit housing These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy lasix is directly licensed for the emphasis of credit housing