Slobodan Dimitrov (1977). Fonte: Wikimedia.org
15/09/2021

Paulo Freire e a Educação Antirracista

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Neste 19 de setembro, celebramos o centenário do educador e filósofo brasileiro Paulo Freire. Considerado o Patrono de nossa Educação, é tido como um dos pensadores mais importantes da história da pedagogia brasileira e mundial.

Nascido em Recife (PE), Paulo Freire contribuiu, na teoria e na prática, para a construção de uma educação para a liberdade, inclusiva, que respeitasse nossos distintos saberes, experiências de vida, formas de ser, enfim, a diversidade do povo brasileiro.

Nós do Instituto Vladimir Herzog temos uma profunda admiração e respeito à sua obra, que consideramos uma das bases fundantes da educação para os direitos humanos, um dos eixos prioritários do nosso trabalho.

Celebramos seu centenário, publicando o importante e necessário artigo Racismo à brasileira e possíveis contribuições do pensamento de Paulo Freire para uma educação antirracista de Crislei Custódio.

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP) e Professora Titular do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Ibirapuera, Crislei Custódio é a Coordenadora Pedagógica do Instituto Vladimir Herzog. Neste artigo, ela recupera elementos na obra de Paulo Freire que apontam para uma educação antirracista.

Em um contexto histórico desafiador como o nosso com múltiplas crises – política, econômica, sanitária etc. -, que afetam especialmente a população negra, entendemos como urgente que estas reflexões alcancem mais e mais pensadoras, pensadores, educadoras, educadores, gente preocupada com o futuro da educação do nosso país.

Boa leitura!

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Skip to content