DOE AGORA

Lançamento das novas áreas do portal Memórias da Ditadura no Museu da Maré, no Rio de Janeiro

Lançamento das novas áreas do portal Memórias da Ditadura no Museu da Maré, no Rio de Janeiro

O Instituto Vladimir Herzog lançou no início do ano, em São Paulo, quatro novas áreas no portal Memórias da Ditadura, mais uma contribuição para que diferentes aspectos da memória de nosso país possam ser contados. Foram conteúdos sobre a Comissão Nacional da Verdade desenvolvidos por especialistas, com os seguintes recortes temáticos: “CNV e periferias e favelas“,”CNV e o movimento negro“, “Reforma das perícias” e “Reparação Psíquica“.

Agora, chegou a hora de apresentarmos este trabalho no Rio de Janeiro. Com apoio de Gizele Martins e Lucas Pedretti, autores do texto “CNV e periferias e favelas“, o IVH firmou parceria com o Museu da Maré para a realização conjunta de um debate. Intitulado “Memórias da Ditadura ontem e hoje –  Políticas de morte do Estado”, o evento ocorrerá no próximo sábado, dia 31 de agosto, às 14h. Além dos autores, contaremos com a presença também de Flávia Rios e Fábio Cascardo – que escreveram os textos sobre “CNV e o movimento negro” e “Combate à Tortura” – e mediação de Cláudia Rose Ribeiro da Silva.

No dia também estará ocorrendo o encerramento da exposição Tempos de Marielle. Aberta ao público desde março deste ano, a exposição teve como proposta contar um pouco da história de vida dessa mulher, a partir de 10 telas pintadas à óleo pelo artista plástico Marcondes Rocco. As obras construíram uma narrativa sobre a trajetória de Marielle, respeitando o pedido de seu pai, Antonio Francisco, para que as pessoas conhecessem sua filha e não apenas a vereadora. A mostra também foi um convite ao não esquecimento. As memórias compartilhadas por meio das telas são potentes instrumentos de denúncia e resistência. Afinal, quem mandou matar Marielle e Anderson? Uma pergunta que não poderá ser silenciada enquanto a Justiça não for realizada.

Para confirmar presença no evento, acesse o link do Facebook.