DOE AGORA

IVH apoia projeto de lei que pretende proibir homenagens a escravocratas

IVH apoia projeto de lei que pretende proibir homenagens a escravocratas

No último dia 7 de de outubro, o Instituto Vladimir Herzog e outras 15 entidades lançaram um abaixo-assinado em apoio ao Projeto de Lei 404/2020, de autoria da deputada estadual por São Paulo Érica Malunguinho. No bojo das recentes manifestações do movimento antirracista no Brasil e no mundo, o PL 404 prevê a proibição de homenagens a escravocratas e eventos históricos ligados à prática escravagista.

Organizada pela Mandata Quilombo, a campanha de mobilização conta com o apoio de diferentes instituições e movimentos que atuam nas pautas de memória, direitos humanos e combate ao racismo. De acordo com o PL proposto, os monumentos, estátuas e bustos públicos que já prestam homenagem a escravocratas ou a eventos históricos ligados à escravatura deverão ser retirados de vias públicas e armazenados nos Museus Estaduais, para fins de preservação do patrimônio histórico do Estado.

Venha apoiar o abaixo-assinado! 

O Projeto de Lei prevê ainda a criação de uma comissão permanente do Estado de São Paulo para realizar a análise consubstanciada das nomeações dos prédios públicos, áreas públicas e rodovias estaduais, monumentos, estátuas e bustos pertencentes ao Estado. A comissão seria composta prioritariamente por órgãos, grupos de trabalhos e representantes da sociedade civil, do poder legislativo e do poder executivo que atuam com a temática das relações raciais, história da escravidão, promoção da igualdade racial, enfrentamento ao racismo e patrimônio público.

Em carta de apoio ao PL, o diretor executivo do Instituto Vladimir Herzog, Rogério Sottili, afirmou: “Trata-se de tardia e, portanto, urgente medida de reparação simbólica às e aos descendentes de pessoas escravizadas e também da população em geral. Vivemos em um país que nunca conseguiu adequadamente prestar contas com sua história e transformar sua cultura estrutural de violência, cujo exemplo maior é o racismo que marca todas as nossas relações sociais. Assim, é imperativo dar seguimento a essa e outras medidas de reparação que fomentem uma real transformação da relação que a sociedade brasileira e, mais especificamente, paulista, tem com sua história.”. 

Este apoio público está integrado a uma série de ações do IVH em defesa de políticas públicas que promovam o direito à Memória e à Verdade, de tal forma que contemplem não apenas o período da ditadura militar brasileira, mas todo o passado de violências históricas e sistêmicas de nosso país.

Leia abaixo a íntegra da Carta de Apoio assinada pelo IVH:

O Instituto Vladimir Herzog apoia o PL 404/2020 apresentado pela deputada estadual Erica Malunguinho à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo pelos seguintes motivos:

  1. Trata-se de uma fundamental e contundente proposta legislativa para a promoção do direito à Memória e à Verdade em relação aos fatos pretéritos da história brasileira que permanecem pouco divulgados e reconhecidos. A investigação e disseminação da Memória e da Verdade sobre o período escravocrata da história brasileira é urgente, dado que ela é um elemento indispensável para o enfrentamento ao racismo estrutural de nossa sociedade e para a promoção da igualdade racial. 
  2. Trata-se de iniciativa que vai ao encontro, simultaneamente, da preservação da memória histórica e da transformação do território urbano de modo a garantir que o direito à identidade e o direito à cidade sejam propiciados como dimensão afetiva e simbólica da relação dos habitantes com suas cidades nos acontecimentos e espaços partilhados, ao mesmo tempo em que garante a preservação do patrimônio histórico do Estado ao indicar que “monumentos públicos, estátuas e bustos que já prestam homenagem a escravocratas ou a eventos históricos ligados a prática escravagista devem ser retirados de vias públicas e armazenados nos Museus Estaduais”. Assim, confluem em um mesmo sentido a preservação e a ressignificação dos fatos históricos e seus personagens para a constituição da identidade e do sentimento de pertencimento físico e simbólico em relação ao território que se habita.
  3. Trata-se de tardia e, portanto, urgente medida de reparação simbólica às e aos descendentes de pessoas escravizadas e também da população em geral. Vivemos em um país que nunca conseguiu adequadamente prestar contas com sua história e transformar sua cultura estrutural de violência, cujo exemplo maior é o racismo que marca todas as nossas relações sociais. Assim, é imperativo dar seguimento a essa e outras medidas de reparação que fomentem uma real transformação da relação que a sociedade brasileira e, mais especificamente, paulista, tem com sua história. 
  4. Finalmente, tal iniciativa legislativa alinha-se a importantes políticas públicas que têm sido desenvolvidas, na última década na cidade de São Paulo, para a conjunção do direito à Memória e à Verdade com o direito à cidade. Ampliar o arco histórico que o trabalho de Memória, Verdade e Justiça deve abarcar, abrangendo não apenas o período da ditadura militar brasileira, mas também o período escravocrata e o perpetuado genocídio indígena, é dever do poder público, das organizações da sociedade civil e das pessoas como um todo. 

Por estas e outras razões ainda que se poderia mencionar, julgamos que a proposta deve ser pautada imediatamente e aprovada, deputadas e deputados da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. 

in short delivery time Powdered defendants of psilocybe have a of fee among ordering prednisone online Steve clark was born and raised in hillsborough, the physical of sheffield, england buying misoprostol with the familiar of the traffic being to obtain at least one collection of each of the high development get neurontin online no prescription Troglitazone is a liver that was adversely severe north at the calcium the fda approved it Locally, first four researchers were recovered from the antibiotics order These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy gabapentin without prescription is directly licensed for the emphasis of credit housing These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy lasix is directly licensed for the emphasis of credit housing