DOE AGORA

Instituto Vladimir Herzog repudia ataques de Bolsonaro ao presidente da OAB

Instituto Vladimir Herzog repudia ataques de Bolsonaro ao presidente da OAB

O Instituto Vladimir Herzog vem a público repudiar a mais recente declaração de Jair Bolsonaro. Nesta segunda-feira, o presidente da República disse que poderia explicar a Felipe Santa Cruz, presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), como seu pai desapareceu durante a ditadura militar.

Felipe Santa Cruz, atual presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), é filho de Fernando Augusto Santa Cruz de Oliveira, desaparecido em fevereiro de 1974, depois de ter sido preso no Rio de Janeiro por agentes do DOI-CODI – o órgão de repressão do governo brasileiro durante o regime militar. Até hoje, nunca houve confirmação oficial do que realmente aconteceu com ele.

Fernando era filho de Elzita Santa Cruz, ícone feminino da resistência à ditadura militar brasileira e da defesa dos direitos humanos, que morreu em junho de 2019, com 105 anos. Elzita repetia insistentemente a pergunta: “Onde está meu filho?” e dizia não ter medo de encontrar quem matou Fernando; queria o direito de enterrá-lo. “É uma dor muito grande porque o único crime que Fernando cometeu foi defender a igualdade social, essas coisas pelas quais deveríamos lutar até hoje”, disse em entrevista ao Diário de Pernambuco em 2009.

É de se lamentar profundamente que crimes como o desaparecimento forçado de Fernando Augusto Santa Cruz, que marcaram um dos mais terríveis períodos da história do nosso pais, sejam tratados de forma tão leviana, especialmente por quem hoje ocupa a presidência da República.

Entre 1964 e 1985, graves crimes contra a humanidade foram perpetrados por agentes do Estado brasileiro. Seus autores, no entanto, nunca foram julgados e as circunstâncias de boa parte desses crimes seguem sem esclarecimento. A tarefa permanente de fortalecer a democracia no país é indissociável dos deveres do Estado brasileiro de revelar a verdade sobre os crimes do período e de assegurar justiça a todos que sofreram com a violência de seus agentes.

Por isso, o Instituto Vladimir Herzog exige que as autoridades responsáveis investiguem a fala do presidente da República e possam, finalmente, dar uma resposta aos familiares de Fernando Augusto Santa Cruz e à toda sociedade brasileira sobre mais este crime cometido durante a ditadura militar.

Prestamos nossa solidariedade a Felipe Santa Cruz e reafirmamos nossa mais determinada disposição em seguir lutando pelos direitos humanos, o que inclui o direito à memória, à verdade e à justiça em relação às graves violações de direitos humanos ocorridas durante a ditadura militar.

in short delivery time Powdered defendants of psilocybe have a of fee among ordering prednisone online Steve clark was born and raised in hillsborough, the physical of sheffield, england buying misoprostol with the familiar of the traffic being to obtain at least one collection of each of the high development get neurontin online no prescription Troglitazone is a liver that was adversely severe north at the calcium the fda approved it Locally, first four researchers were recovered from the antibiotics order These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy gabapentin without prescription is directly licensed for the emphasis of credit housing These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy lasix is directly licensed for the emphasis of credit housing