Instituto Vladimir Herzog repudia ação policial contra vereadora Tainá de Paula
31/05/2021

IVH repudia ação policial contra vereadora Tainá de Paula

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

O Instituto Vladimir Herzog vem a público repudiar a abordagem truculenta contra Tainá de Paula, vereadora do Rio de Janeiro, e sua assessoria, por policiais militares no Rio de Janeiro na última quinta-feira, 27 de maio. Tainá relatou que foi abordada de forma truculenta por policiais depois de seu expediente na Câmara Municipal.

Nos somamos a diversos vereadores e figuras públicas que, publicamente, prestaram solidariedade a Tainá de Paula e repudiaram a forma como se deu a abordagem à vereadora e sua equipe.

Não podemos tratar o episódio como algo isolado. Trata-se, claramente, de mais um caso de racismo institucional, desta vez ocorrido em um contexto de ampliação de mobilizações protagonizadas pelos movimentos de negritude, como é o caso das campanhas de denúncia da violência policial.

O racismo institucional e sua expressão na segurança pública é um problema no Brasil e no mundo, como no caso do assassinato de George Floyd, nos Estados Unidos, em 2020. A abordagem policial é assunto central quando pensamos em combater a reprodução do racismo por agentes do Estado e, consequentemente, em fortalecer a democracia.

A permissividade com abordagens policiais violentas, o racismo institucional e o autoritarismo do Estado são temas que impedem a consolidação de uma cultura de direitos humanos e de paz e, por isso, é nosso papel atuar para transformar esta realidade.

Repudiamos a ação da Polícia Militar do Rio de Janeiro e nos solidarizamos com a vereadora Tainá de Paula e toda sua equipe e repudiamos a ação da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Skip to content