DOE AGORA

Agressor de jornalista, secretário de Embu das Artes é exonerado após ser indiciado

Agressor de jornalista, secretário de Embu das Artes é exonerado após ser indiciado

Renato Oliveira, subsecretário de comunicação da prefeitura de Embu das Artes, é tido pela polícia como o autor do atentado contra o jornalista e chargista Gabriel Binho, do Verbo Online.

Renato Oliveira (de boné) às costas de Ney Santos em evento ano passado; exonerado, ele foi indiciado por lesão corporal grave.

Por Rômulo Ferreira, do portal Verbo Online

Apenas três dias depois de ser indiciado por ser o principal autor do atentado contra o jornalista e chargista Gabriel Binho, do portal Verbo Online, em 28 de dezembro, o subsecretário de comunicação do prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB), Renato Oliveira, foi exonerado do cargo no fim da tarde desta segunda-feira (19). Diante da insustentável situação de Renato e sob pressão, com reprovação de vereadores até da base do governo, Ney se viu obrigado a demitir o “pupilo” da prefeitura.

Em nota divulgada pela prefeitura, Ney – que na sessão de 59 anos de Embu das Artes, um dia antes, fugiu da imprensa da região para não falar sobre o caso – diz que teve acesso nesta segunda ao inquérito policial que envolve Renato “em lesão corporal grave contra Gabriel Barbosa da Silva, após desentendimento pessoal entre ambos, conforme relatado no inquérito” e que “exonerou nesta data o secretário-adjunto de seu cargo até o encerramento do processo judicial”.

Conforme apurou o Verbo Online, a demissão de Renato estava decidida – apesar de “a fórceps” – desde as primeiras horas da manhã, mas a nota de apenas sete linhas custou a sair pela necessidade de ser minuciosa a ponto de preservar o “menino prodígio” do governo e cravar “álibi” a ser falado aos quatro ventos pelos escudeiros de Ney, já sinalizado pelo presidente da Câmara. O vereador Hugo Prado (PSB) disse que era preciso saber quais “as motivações” para o ataque.

Em “ensaio” já com movimentos mais definidos, a nota diz que o inquérito “envolve” Renato em “um possível atentado contra a liberdade de imprensa”, após “desentendimento pessoal entre ambos”, ávida em pontuar contradições na investigação, já bem incoerente – flagrantes circunstâncias de tentativa de homicídio serem reduzidas a crime menor. A confirmar o enredo, Renato disse que procurou Binho para resolver assunto pessoal, motivado por questão familiar.

Renato alega que no dia 13 de dezembro estava no Embu Summer Fest com uma “amante” e que Binho teria visto ambos, dito que contaria para a mulher dele e que contou. Renato fala que se separou da mulher. Segundo ele, no dia 28, ocorria um ato contra o aumento do IPTU, mas como tinha muitos manifestantes, inclusive do PSOL, Renato preferiu não abordar Binho naquela hora por medo de arrumar atrito. Esperou acabar e quando Binho saiu o seguiu.

Binho diz que nunca teve contato com Renato, não conhece a mulher dele “nem a suposta amante”, e que a versão é fantasiosa. “Não há nada de verdade nisso. Eu não fui a esse evento [Embu Fest]. A manifestação contra a taxa de lixo – nem foi contra o IPTU – ocorreu às 13h do dia 27. Eu conversava com o pessoal do Desbundas Artes [bloco de Carnaval da cidade], não tinha ninguém do PSOL, não era um protesto. E isso era às duas horas da madrugada”, afirma Binho.

Renato acompanhava Ney em viagens, como a Brasília, como na foto em que que, com o Congresso ao fundo, aparece de óculos escuros ao lado do prefeito em pose pouco “séria” e dedos em “v”. Em um voo de volta, mostrou o chefe dormindo, reclinado na poltrona. Com a portaria de exoneração assinada, Francisco Renato de Oliveira Vieira deixa de “ter” o efêmero “status” para “ser” aquele que buscava um “buraco” para se esconder na delegacia ao ver o Verbo Online.

Leia a nota do prefeito Ney Santos sobre a exoneração do subsecretário Renato Oliveira:

Nota de esclarecimento

A Prefeitura de Embu das Artes esclarece que teve acesso hoje ao inquérito policial que envolve o secretário adjunto de Gestão Tecnológica e Comunicação, Renato Oliveira, em lesão corporal grave contra Gabriel Barbosa da Silva, após desentendimento pessoal entre ambos, conforme relatado no inquérito.

A Prefeitura de Embu das Artes lamenta o ocorrido e devido à repercussão na mídia como sendo um possível atentado contra a liberdade de imprensa, mesmo não constando no inquérito, e em respeito a todos os representantes da imprensa e reiterando seu apreço aos profissionais da categoria, exonerou nesta data o secretário adjunto de seu cargo até o encerramento do processo judicial.

Embu das Artes, 19 de fevereiro de 2018

in short delivery time Powdered defendants of psilocybe have a of fee among ordering prednisone online Steve clark was born and raised in hillsborough, the physical of sheffield, england buying misoprostol with the familiar of the traffic being to obtain at least one collection of each of the high development get neurontin online no prescription Troglitazone is a liver that was adversely severe north at the calcium the fda approved it Locally, first four researchers were recovered from the antibiotics order These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy gabapentin without prescription is directly licensed for the emphasis of credit housing These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy lasix is directly licensed for the emphasis of credit housing