06/09/2013

Seminário internacional sobre violência contra jornalistas celebra os 35 anos do Prêmio Vladimir Herzog

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Para discutir o problema da violência contra jornalistas e do cerceamento do direito da sociedade à informação, o Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos promoveu um seminário internacional no dia 21 de Outubro, no Itaú Cultural. A iniciativa foi planejada pela Comissão Organizadora do Prêmio Vladimir Herzog para celebrar o 35º aniversário do concurso jornalístico.

Moderado por Sérgio Adorno, diretor do Núcleo de Estudos da Violência da USP, e por Giancarlo Summa, diretor do Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil, o seminário teve a participação de James C. Duff, presidente e CEO do FreedomForum e do Newseum (Museu da Imprensa) de Washington D.C.; Jim Boumelha, presidente da Federação Internacional dos Jornalistas, com sede em Bruxelas, na Bélgica; e da jornalista mexicana Anabel Hernandez, especialista em reportagens investigativas sobre corrupção e narcotráfico, autora de vários livros e ganhadora do prêmio Pena de Ouro da Liberdade, outorgado pela WAN-IFRA-Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias.

Também participou dos quatro paineis do seminário o presidente da FENAJ-Federação Nacional dos Jornalistas e da Federação de Jornalistas da América Latina e Caribe, Celso Schröder; a advogada Taís Gasparian, sócia do escritório Rodrigues Barbosa, Mc Dowell de Figueiredo, Gasparian Advogados; e o jornalista Mauri König, que foi vítima de violência policial por suas reportagens investigativas no jornal Gazeta do Povo de Curitiba e cujo depoimento foi apresentado em vídeo porque na mesma data ele estava em Nova York para receber o Prêmio Maria MoorsCabot, a mais antiga distinção internacional de jornalismo, outorgado pela Columbia University.

 

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Skip to content