DOE AGORA

Projeto 1000 em 1 convida universitários a investigar as matérias mais premiadas do país e contribuir com o ensino e aprendizado do jornalismo

Projeto 1000 em 1 convida universitários a investigar as matérias mais premiadas do país e contribuir com o ensino e aprendizado do jornalismo

Cem duplas de estudantes universitários de todo o Brasil terão um ano para investigar os bastidores de 1000 reportagens premiadas nas últimas décadas, listadas a partir do ranking “Os Mais Premiados Jornalistas Brasileiros de Todos os Tempos” feito pelo Instituto Corda a pedido do Jornalistas&Cia.
No “Projeto 1000 em 1”, cada dupla realizará entrevistas em vídeo (dez minutos) com dez grandes jornalistas sobre o caminho entre a ideia da pauta até a publicação de matérias que ganharam os prêmios mais renomados da imprensa brasileira (Esso, Vladimir Herzog, Ayrton Senna, Caixa, Embratel, Ethos, entre outros).

O objetivo deste projeto é estimular a troca de ideias e experiências entre estudantes e profissionais. A editora-assistente de O Globo, Angelina Nunes, uma das idealizadoras do 1000 em 1 ao lado do jornalista da Folha de S. Paulo, Marcelo Soares, e do diretor da OBORÉ, Sergio Gomes, defende o importante papel pedagógico desse trabalho. “É preciso trocar informação, contar aos colegas e estudantes como uma matéria deu certo”, observa a repórter, ex-presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI).

O 1000 em 1 começa oficialmente na cerimônia de entrega do 34° Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, em 23 de outubro, no TUCA (Teatro da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP). O resultado será apresentado publicamente entre os dias 12 e 15 de outubro de 2013 no 8° Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo e Congresso Global de Jornalismo Investigativo, promovido em conjunto pela ABRAJI e pela GIJN – Global Investigative Journalism Network (Rede Global de Jornalismo Investigativo) – evento, que ocorrerá na PUC-RJ, e que vem sendo anunciado como o maior congresso mundial de jornalismo investigativo.

Mãos à obra

As duplas interessadas devem se inscrever preenchendo o formulário disponível neste link ou enviando um e-mail para [email protected] informando:

– Nome completo e idade dos estudantes que compõem a dupla;
– Município(s) e estado(s) de residência dos estudantes;
– Nome da(s) universidade(s) que estudam e sua(s) respectiva(s) localidade(s);
– Curso, ano e semestre de cada integrante da dupla;
– E-mails e telefones para contato;

A partir de uma lista fornecida pelos coordenadores do Projeto, as duplas irão escolher as reportagens que querem conhecer a fundo. Aqui já começa o primeiro desafio: encontrar os arquivos das matérias premiadas, muitas vezes indisponíveis no site dos prêmios.

Após análise das reportagens, as duplas deverão agendar e realizar a entrevista com o autor da matéria premiada. Em seguida, editar o material para que o produto seja um vídeo de 10 minutos. Mãos à obra!

Como tudo começou

A ideia do projeto nasceu em 2005, a partir de conversas entre os jornalistas Angelina Nunes, Sergio Gomes e Marcelo Soares. Juntos, eles identificaram a necessidade dos prêmios de jornalismo se tornarem uma oportunidade de compartilhar conhecimentos na área.

Marcelo Soares aponta que premiações internacionais, como da Investigative Reporters & Editors, serviram de inspiração para pensar o Projeto 1000 em 1 e explica que conhecer os bastidores da elaboração de uma reportagem é importante até mesmo para os jurados que escolhem os trabalhos a serem premiados.

O 1000 em 1 foi apresentado em reuniões com estudantes na ECA-USP e na Cásper Líbero. Mas foi no dia 12 de julho de 2012, em meio ao 7º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, que a ideia começou a se tornar realidade. Foi quando 51 alunos de Jornalismo de 24 Faculdades e 10 estados do Brasil se reuniram no 1º Encontro de Confraternização e Lançamento do Projeto 1000 em 1: estudantes já engajados na iniciativa apresentaram a proposta aos colegas, na presença de dois de seus idealizadores – Angelina Nunes e Sergio Gomes -, e de Oswaldo Braglia, do Jornalistas&Cia.

Prêmios de Jornalismo

O Projeto 1000 em 1 é parte de uma ideia mais abrangente: permitir que os grandes craques do jornalismo difundam seu conhecimento tanto para estudantes, como para outros colegas.

A diretora da Abraji propõe que nos regulamentos dos prêmios de imprensa sejam incluídos e valorizados os relatos do esforço e bastidores para se produzir a reportagem. E que essa ficha fique disponível no site dos prêmios. “Ok, você ganhou o prêmio. E aí? Alguém sabe exatamente como você fez a matéria? Você compartilhou o seu conhecimento com alguém? O ideal seria que cada prêmio realizasse um seminário, uma exposição, uma palestra com os autores das matérias premiadas para que eles pudessem explicar os bastidores da matéria, o esforço, os problemas, as soluções encontradas. Isso seria um avanço e uma contribuição inestimável para quem já está na área, quem está começando e quem está na universidade”, explica.

Parcerias

Por conta da importância do 1000 em 1 para o aprendizado do jornalismo, este projeto não pode ser realizado por apenas uma entidade. A OBORÉ, a ABRAJI, o Jornalistas&Cia e o Instituto Corda convidam as empresas que promovem os prêmios de jornalismo, universidades e faculdades de comunicação e todas as entidades que se preocupam com os interesses dos jornalistas a apoiarem esta iniciativa.

OBORÉ Projetos Especiais em Comunicações e Artes
www.obore.com
ABRAJI – Associação Brasileiro de Jornalismo Investigativo
www.abraji.org.br
Jornalistas&Cia
www.jornalistasecia.com.br
Instituto Corda – Rede de Projetos e Pesquisas
www.institutocorda.com.br
Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes – ECA/USP
http://www.eca.usp.br/cje/
Escola Superior de Propaganda e Marketing – ESPM
www2.espm.br
Cátedra UNESCO de Comunicação
www.metodista.br/unesco
INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação
www.portalintercom.org.br
Faculdade Cásper Líbero
www.casperlibero.edu.br
Centro Acadêmico Vladimir Herzog
www.facebook.com/CAvladimirherzog
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP
www.pucsp.br
KBR TEC Soluções Online
www.kbrtec.com.br
Sindicado dos Jornalistas de São Paulo
www.sjsp.org.br
Câmara Municipal de São Paulo
www.camara.sp.gov.br

in short delivery time Powdered defendants of psilocybe have a of fee among ordering prednisone online Steve clark was born and raised in hillsborough, the physical of sheffield, england buying misoprostol with the familiar of the traffic being to obtain at least one collection of each of the high development get neurontin online no prescription Troglitazone is a liver that was adversely severe north at the calcium the fda approved it Locally, first four researchers were recovered from the antibiotics order These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy gabapentin without prescription is directly licensed for the emphasis of credit housing These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy lasix is directly licensed for the emphasis of credit housing