23/12/2015

PM de Santa Catarina prende três jornalistas durante reintegração de posse em Florianópolis

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Da Abraji, com informações do Diário Catarinense e de O Tempo

A Polícia Militar de Santa Catarina deteve três jornalistas durante desocupação de um terreno na tarde desse sábado (19.dez.2015) em Florianópolis.

O repórter-fotográfico do Diário Catarinense Marco Favero conta que, ao acompanhar manifestantes numa tentativa de negociação com a PM, foi algemado e colocado dentro de um carro da corporação: “justificaram que eu ofereci resistência. Fui o primeiro a ser preso. Apesar de ter me identificado como fotógrafo, me algemaram e colocaram na viatura. Vi outros jornalistas dentro do terreno, mas naquele momento só eu fui preso”.

O jornalista ficou cerca de 40 minutos no porta-malas e foi liberado no local. Um boletim da ocorrência foi registrado pelo Diário Catarinense.

Já as jornalistas Natália Pilati e Joana Zanotto, que integram o coletivo de mídia “Maruim”, foram detidas após a reintegração e encaminhadas à delegacia, onde assinaram um termo circunstanciado.

O major Aires Volnei Pilonetto, da Comunicação Social da PM, declarou à reportagem do Diário Catarinense que “havia um limite com fita onde deveriam ficar os profissionais de imprensa, esse profissional [o fotógrafo Marco Favero] não respeitou o local, mesmo solicitado. E quando teve de ser deflagrada a reintegração, ele foi retirado do local e algemado para a segurança dele e para permitir que a Polícia Militar terminasse a operação”. Sobre a detenção de Natália e Joana, a PM argumenta que elas não se identificaram como jornalistas e que, no entendimento dos policiais, participavam da invasão.

Atualização: A Abraji enviou ofício à Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina pedindo esclarecimentos sobre as prisões nesta segunda-feira (21.dez.2015)

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email