24/11/2012

Instituto Vladimir Herzog lança “Os cartazes desta história”, livro que reúne manifestações políticas da América Latina em prol dos Direitos Humanos (2012)

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Obra é parte do projeto “Resistir é Preciso…”, que resgata a memória da resistência contra a ditadura

 

Em 6 de Novembro, terça-feira, o Instituto Vladimir Herzog lançará o livro Os Cartazes desta História, uma compilação de 300 cartazes, documentos e fotografias políticas contra regimes militares e desrespeito aos direitos humanos nos vários países da América Latina. O coquetel de lançamento, aberto ao público, será na Livraria Cultura (Avenida Paulista, nº 2073), a partir das 19h, com a presença de Vladimir Sacchetta, José Luiz Del Roio e Ricardo Carvalho, autores da obra, e de Ivo Herzog, diretor do Instituto.

Com destaque à resistência contra a ditadura no Brasil (1964-1984) e à  rearticulação da sociedade civil depois da Anistia de 1979, as cartazes retratam denúncias e solidariedade dos brasileiros frente à situação no País e também nos vizinhos que viviam sob a intervenção militar.
Para ilustrar esses momentos, a obra é divida em seis capítulos:  Resistências, Anistia, Movimentos, Mulheres, Trabalhadores e Estudantes, Solidariedade, Mortos e Desaparecidos.

Organizada pelo jornalista Vladimir Sacchetta e com projeto gráfico de Kiko Farkas, a edição conta com o ensaio de Chico Homem de Melo, professor da FAU-USP e autor de artigos e livros sobre design gráfico. A obra conta com o patrocínio da Sabesp, por meio da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo.

Os Cartazes desta História é mais uma iniciativa do Instituto Vladimir Herzog no âmbito do projeto Resistir é Preciso…, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog, que tem por objetivo manter viva na memória dos brasileiros a luta da imprensa durante a ditadura, momento em que centenas de profissionais do meio foram presos, torturados e assassinados. A obra segue os padrões do livro As Capas desta História (2011), em que o destaque foi a imprensa alternativa e clandestina brasileira produzidas por jornalistas (muitos deles exilados) entre 1964 e 1979. Integra também o projeto a coletânea de 12 DVDs Os Protagonistas desta História, patrocinada pela Petrobras, com depoimentos de 60 jornalistas e “fazedores de jornais” que vivenciaram e enfrentaram as dificuldades da época.

 

Lançamento: Os cartazes desta história
Quando:
6 de Novembro, terça-feira

Horário: a partir das 19h

Onde: Livraria Cultura – Avenida Paulista, 2073, São Paulo (SP)


Sobre o Instituto Vladimir Herzog

A fundação do Instituto Vladimir Herzog, em 25 de Junho de 2009, inspirou-se na trajetória do jornalista, professor, cineasta e democrata assassinado pela ditadura em 1975, bem como nos valores fundamentais que defendia para o ser humano: democracia, liberdade, justiça social e direitos universais. Organização sem fins lucrativos e com neutralidade político-partidária, o Instituto atua para manter vivos esses valores e contribuir para a reflexão e produção de informações que os assegurem para todos.

O Instituto Vladimir Herzog busca atingir seus objetivos baseando suas ações em três pilares: Preservar: preservação da História do Brasil a partir do golpe de 1964 e com referência na história do jornalista Vladimir Herzog. Construir: promover, orientar e premiar trabalhos de Comunicação (Artes, Jornalismo, Cinema e Teatro) que abordem temas pertinentes a questões que afetam o direito da sociedade à vida e à justiça. Compartilhar: realizar palestras, debates, cursos e treinamentos, bem como publicar livros nas áreas relacionadas à Comunicação.

 

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

CDI Comunicação Corporativa

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Skip to content