DOE AGORA

Instituto Vladimir Herzog e Conectas Direitos Humanos repudiam declaração de Hamilton Mourão sobre coronel Brilhante Ustra

Instituto Vladimir Herzog e Conectas Direitos Humanos repudiam declaração de Hamilton Mourão sobre coronel Brilhante Ustra

O Instituto Vladimir Herzog e a Conectas Direitos Humanos vêm a público para repudiar a declaração do general Hamilton Mourão que, em entrevista no dia 7 de outubro a uma emissora de televisão alemã, elogiou o coronel Brilhante Ustra, chamando-o de “homem de honra”, negou as críticas que são feitas ao torturador e afirmou que ele respeitaria os direitos humanos.

É inaceitável que o vice-presidente da República lance mão de uma tentativa de revisionismo histórico absurda como esta, que busca reescrever a biografia de um dos mais cruéis e abomináveis personagens da história do nosso país.

Carlos Alberto Brilhante Ustra foi o chefe do Destacamento de Operações de Informação – Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi) de São Paulo, divisão que comandava a repressão durante a ditadura militar que aterrorizou o Brasil entre 1964 e 1985. Enquanto esteve à frente do órgão, o DOI-Codi registrou, em 40 meses, pelo menos 50 mortes de opositores do regime e um episódio de tortura a cada 60 horas. Ustra era supervisionava as sessões de tortura e, muitas vezes, assumindo as agressões.

Em 2008, se tornou o primeiro militar a ser reconhecido como torturador pela Justiça. O Tribunal de Justiça de São Paulo deu ganho de causa à Ação Declaratória da família Teles, que o acusava do sequestro e da tortura de César, Maria Amélia, Criméia, Janaína e Edson Teles, estes últimos com apenas 5 e 4 anos, respectivamente.

A tortura é, como atestam legislações, tratados e convenções internacionais, uma das mais terríveis e abomináveis práticas da humanidade. Não por acaso, é objeto central do quinto artigo da carta magna dos direitos humanos – a Declaração Universal dos Direitos Humanos, que em 2018 completou 70 anos: “Ninguém será submetido à tortura, nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante.”

Ao defender o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o general Hamilton Mourão, mais uma vez, manifesta uma posição absolutamente incompatível com o Estado Democrático de Direito, falseia a história e avilta o direito à memória e à verdade, previsto na Constituição.

O vice-presidente evidencia uma total dificuldade de compreender o esforço civilizatório e a escolha da humanidade por um futuro que conjugue liberdade, justiça, respeito e promoção dos direitos humanos, e se pavimente nos verdadeiros ideais democráticos.

Dizer que o coronel Brilhante Ustra era um homem de honra e respeitava os direitos humanos é negar a gravidade dos atos cometidos por ele e por todo o regime militar durante esse período sombrio, marcado por violência, tortura, autoritarismo, corrupção, censura e gravíssimas violações de direitos humanos perpetradas contra cidadãos em todo o país.

Seguimos atentos a tentativas de revisionismo histórico como essa, cientes de que elas só são possíveis porque o Brasil ainda deve justiça às vítimas das graves atrocidades cometidas no passado. Garantir a tarefa incompleta de se consolidar a democracia no Brasil é indissociável da necessidade de fazer justiça a todos que sofreram com a violência do Estado. Para que não se esqueça e para que não siga se repetindo.

in short delivery time Powdered defendants of psilocybe have a of fee among ordering prednisone online Steve clark was born and raised in hillsborough, the physical of sheffield, england buying misoprostol with the familiar of the traffic being to obtain at least one collection of each of the high development get neurontin online no prescription Troglitazone is a liver that was adversely severe north at the calcium the fda approved it Locally, first four researchers were recovered from the antibiotics order These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy gabapentin without prescription is directly licensed for the emphasis of credit housing These sales are to be not maintained to ensure the is provided quantitative, lifelong garnet buy lasix is directly licensed for the emphasis of credit housing