22/09/2022

Podcast Ecos da Ditadura leva ouvintes a sentirem na pele as marcas da ditadura

Compartilhar:

O Instituto Vladimir Herzog (IVH) lança o podcast Ecos da Ditadura com relatos históricos e emocionantes de pessoas que foram vítimas e sentiram na pele as violências da ditadura civil-militar (1964-1985). 

Criado e produzido pela premiada agência BETC HAVAS, o podcast traz entrevistas com Ivo Herzog, presidente do Conselho do IVH, Anivaldo Padilha, referência nos movimentos religioso e estudantil à época da ditadura, Lúcia Murat, aclamada cineasta, e Sérgio Gomes, o Serjão, renomado jornalista.

Nos últimos anos, atos a favor do retorno do autoritarismo e do regime militar têm tomado as ruas do Brasil, inclusive com o apoio de lideranças políticas eleitas democraticamente. O cenário atual é preocupante, pois, como pontua Lúcia Murat em seu relato ao Ecos, “quem tá no poder hoje é dos porões da ditadura, eles são iguais, isso é que é mais triste da gente observar. Uma das tragédias que temos no Brasil é a falta de memória”.

O podcast, portanto, foi idealizado para contribuir com a valorização da memória do país e para conscientizar a sociedade brasileira sobre os horrores da ditadura. Assim, esperamos que ninguém mais defenda o indefensável. 

“O IVH luta pela democracia e pelos direitos humanos, por isso trabalhamos para que a memória, a verdade e a justiça sejam garantidas no nosso país. Somente assim conseguiremos definitivamente enfrentar a impunidade e a cultura de violência e ajudar nosso povo a conhecer os crimes da ditadura e deixar de apoiar o que ameaça nosso futuro. Este podcast foi feito para que mais pessoas conheçam nossa história”, diz Rogério Sottili, diretor executivo do Instituto Vladimir Herzog.

Sonorizados pela Evil Twin Music, os episódios apresentam efeitos psicoacústicos, que estimulam as ondas cerebrais, gerando sensações de acordo com a narrativa. Para garantir uma boa experiência é necessária a utilização de fones de ouvido. Alertamos que os conteúdos são sensíveis e podem causar certos gatilhos em pessoas que, infelizmente, já sofreram ou sofrem certas violências físicas ou psicológicas ou ainda para quem precisa de apoio emocional.

Com a experiência de áudio imersiva, o objetivo é fazer com que as pessoas revivam os anos de chumbo por meio de uma viagem no tempo. O objetivo é que não se defenda o indefensável: “Criamos um podcast em que cada episódio possui uma combinação de efeitos psicoacústicos, como os sons binaurais, que geram diferentes sensações em quem está ouvindo”, explica Victor Castelo, diretor de criação associado da BETC HAVAS. “A ideia é que, enquanto escutamos os depoimentos dos convidados, seja possível entender os lados mais sombrios das histórias contadas”, complementa Marcelo Ribeiro, também diretor de criação da agência.

Já disponível, o primeiro episódio traz o relato de Sérgio Gomes, jornalista de 73 anos que enfrentou o AI-5. Nele, Serjão conta com detalhes os momentos da repressão, a qual testemunhou como repórter e militante.

Informações à imprensa

CDI Comunicação | Regina  Diniz

[email protected]om.com.br | +55 11 3817-7998  |  +55 11 9 8572-4041

Coordenação de Comunicação | Raquel Melo

[email protected] | +55 11 97381 0209

Assessoria de Comunicação | Lucas Barbosa

[email protected] | +55 48 9123-8254

Ficha Técnica:

Coordenação de Comunicação: Raquel Melo

Produção: Lucas Barbosa

Agência: BETC HAVAS

CCO: Erh Ray

VP de Criação: Alexandre Vilela (Xã)

Direção de criação: Victor Castelo e Marcelo Ribeiro

Criação: Lucas Madu e Raphú Oliveira

Produção/RTV: Anna Ferraz, Dayane Dantas, Juliana Arantes

Canais & Engajamento: Ariane Finavaro e Carlos Jordão

Produtora: Merci

Diretora: Luigi Dias

Edição: Tiago Hasegawa

Produtora de áudio: Evil Twin

Produção Executiva de Som: André Faria, Murilo Faria, Pedro Caldas e Jimmy Gressler

Engenheiro de Som: Gustavo Boselli, André D’Ávila, Rafael Vieira

Atendimento: Juliana Tangary, Thaís Becker e Lígia Santos

Compartilhar:

Skip to content