DOE AGORA

Exposição Resistir é Preciso integra programa educativo direcionado ao deficiente físico do Centro Cultural Banco do Brasil (2013)

Exposição Resistir é Preciso integra programa educativo direcionado ao deficiente físico do Centro Cultural Banco do Brasil (2013)

Série de atividades gratuitas acontece durante a 6ª Semana de Acessibilidade de 25 a 30 de novembro 

A exposição Resistir é Preciso faz parte da série de atividades da 6ª Semana da Acessibilidade. A visita mediada acontece no dia 27, às 14h30, e conta com atendimento de educadores capacitados a atender pessoas com deficiência.

Como parte do Programa Educativo do CCBB, a Semana da Acessibilidade acontece entre os dias 25 e 30 de novembro e possibilita o público de participar de atividades desenvolvidas com o intuito de refletir sobre os diferentes contextos e significados dos termos “acesso” e “educação”.

Após temporada em Brasília, onde foi vista por 33 mil pessoas, a mostra “Resistir é preciso” agora está no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo e ao Centro Cultural dos Correios, onde permanece até 6 de janeiro de 2014. A iniciativa mantém viva na memória dos brasileiros a luta da imprensa durante a ditadura, período em que centenas de profissionais da área foram presos, torturados e assassinados. A exposição é organizada em parceria com o Ministério da Cultura, Correios e com o Banco do Brasil e conta com obras de arte, cartazes, fotografias e depoimentos em vídeo.

No Centro Cultural Banco do Brasil, uma “linha do tempo” conta a história da resistência à ditadura militar que foi instaurada no Brasil em 1964 e que permaneceu no poder até a eleição indireta de Tancredo Neves, em 1985. Nesse período, muitos intelectuais, artistas, sindicatos, estudantes e diversos setores da sociedade civil lutaram pelo reestabelecimento da democracia no Brasil.

A mostra reúne um expressivo conjunto de obras de arte e documentos históricos que apresentam a militância dos artistas denunciando abusos e crimes da ditadura. Entre os painéis da exposição está a coleção de Alípio Freire, jornalista e ex-preso político, que reuniu obras de artistas plásticos como Sérgio Freire, Flávio Império, Sérgio Ferro e Takaoka produzidas no período de cárcere, no presídio Tiradentes, em São Paulo. Traz também ilustrações de Rubem Grilo, ilustrador de publicações como Movimento, Opinião e Pasquim da década de 1970.

A exposição extrapola os limites do CCBB e alcança também o Centro Cultural dos Correios, que recebe parte do acervo dos fotojornalistas Luis Humberto e Orlando Brito, que têm uma participação importante nos registros da história do País. Ambos registraram fotos na ditadura que expressavam o cotidiano político brasileiro. Muitas dessas imagens foram censuradas e só mais tarde se tornaram conhecidas.
“Resistir é preciso” possibilita aos jovens conhecer melhor as lutas pela reconstrução democrática, ocorridas nas décadas de 1960 a 1980, incluindo as diversas correntes de oposição ao regime militar. A atuação da imprensa na clandestinidade, no exílio e nas bancas faz parte de um cenário pouco conhecido pelo público atual, apesar de ter cumprido um papel relevante durante todo o processo de redemocratização do País.

Após São Paulo, a mostra passará também pelo CCBB Rio de Janeiro, de 12 de fevereiro a 07 de abril, e CCBB Belo Horizonte, de 05 de agosto a 05 de outubro.

FICHA TÉCNICA

Concepção Geral: Instituto Vladimir Herzog

Curadoria Geral: Fabio Magalhães

Curadoria adjunta: Vladimir Sacchetta e José Luiz Del Roio

Coordenação de Produção: Ana Helena Curti – arte3 |assessoria produção e marketing cultural ltda

Projeto Expográfico: Pedro Mendes da Rocha – arte3

Projeto Multimídia: Estúdio Preto e Branco

Comunicação Visual: Chico Homem de Melo
SERVIÇO

CCBB São Paulo

Aberto de quarta a segunda das 9h às 21h

R. Álvares Penteado, 112 – Sé, São Paulo – SP, 01012-000
(11) 3113-3651 e 3113.3652

bb.com.br/cultura

 

Centro Cultural Correios

Aberto de terça a domingo das 11h às 17h

Avenida São João, s/nº, Vale do Anhangabaú, São Paulo-SP, 01031-970

Telefone: (11) 3227-9461

e-mail: [email protected]

http://www.correios.com.br/

 

Sobre o Instituto Vladimir Herzog

Criado em 25 de Junho de 2009, o Instituto Vladimir Herzog tem a missão de contribuir para a reflexão e produção de informações que garantam o direito à vida e o direito à justiça. Sua fundação se inspirou na trajetória de vida do jornalista Vladimir Herzog, assassinado em 1975 pela ditadura, bem como nos principais valores ligados a essa trajetória: democracia, liberdade e justiça social.

 

Tendo como bandeira a frase de Herzog “Quando perdemos a capacidade de nos indignarmos com as atrocidades praticadas contra outros, perdemos também o direito de nos considerarmos seres humanos civilizados”, o Instituto é uma OSCIP, organização sem fins lucrativos, com neutralidade político-partidária.

You, my friend, are a big organism get amoxicillin online no prescription as an adult human, you have three to four pounds of beneficial bacteria and yeast living within your intestines where to buy amoxil. You, my friend, are a big organism buy ampicillin no prescription some scientists have linked non-steroidal, anti-inflammatory drugs (nsaids) such as naproxen and ibuprofen to the problem buy antibiotics without prescription back in the 1950s, two researchers in albany, new york, worked to develop an antimicrobial drug from a substance produced by a soil-based fungus. You, my friend, are a big organism order azithromycin online this practice not only possibly contributes to antibiotic resistance in humans buy baclofen no prescription. You, my friend, are a big organism buy ciprofloxacin no prescription however, every time you swallow antibiotics, you kill the beneficial bacteria within your intestines purchase neurontin online so, it should come as no surprise that weight gain counts as one of the telltale signs of antibiotic damage and subsequent yeast overgrowth.