01/09/2015

Cine Belas Artes exibe documentário sobre Vladimir Herzog

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

“Vlado, 30 anos depois”, de João Batista de Andrade, entra em cartaz no dia 22 outubro; estreia terá debate com diretor do filme e família de Vlado 

Como parte da série de eventos marcados para relembrar a história do jornalista Vladimir Herzog,  quarenta anos após a sua morte,  o Cine Belas Artes irá exibir o documentário “Vlado, 30 anos depois”, na primeira semana de outubro. A sessão de estreia, marcada para o dia 22 de outubro, contará ainda com um debate com as presenças do diretor do filme, João Batista de Andrade; Ivo Herzog, filho de Vlado e diretor-executivo do Instituto Vladimir Herzog; e Clarice Herzog, viúva do jornalista e presidente do IVH.

Lançado em 2005, o documentário “Vlado, 30 anos depois” reconstitui os momentos mais dramáticos da trajetória de Vladimir Herzog. Antes mesmo do letreiro de abertura, o diretor se preocupa em dar uma vida ao ícone: família, personalidade, preferências politicas, humores.

O homem Herzog, porém, logo dá espaço ao jornalista engajado. Familiares como a esposa Clarice; amigos de colégio como Ruy Ohtake; de Redação como Fernando Morais, Paulo Markun e Rodolfo Konder relembram as passagens mais importantes da carreira do iugoslavo de Osijek que veio criança para nosso país, naturalizou-se brasileiro e tornou-se jornalista em 1959.

O filme dedicado a Vlado, porém, não conta apenas a sua história. Não é só um documentário sobre ele e, indo além disso, é o relato da perseguição e sofrimento de todos os jornalistas que viveram esse período de terror, um símbolo que representa todos os jornalistas perseguidos.

“Vlado, 30 anos depois”
Quando: dia 22/10
Onde: Cine Belas Artes (R. da Consolação, 2423 – Consolação – São Paulo/SP)
Informações sobre horários e ingressos, em breve

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Skip to content