10/08/2016

Caixa patrocina projeto do Instituto Vladimir Herzog para divulgação dos conteudos da Comissão Nacional da Verdade

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Graças ao patrocínio da Caixa ao plano Anual 2016 do Instituto Vladimir Herzog e seguindo as recomendações feitas pela CNV – Comissão Nacional da Verdade, o projeto CNViva busca oferecer ao público, de forma gratuita e em linguagem mais acessível, todas as pesquisas, descobertas e conclusões apresentadas no relatório final da CNV, dado a público no final de 2014.

CNViva será uma nova area do portal Memórias da Ditadura, que é o maior depositário de conteúdos sobre o regime militar no Brasil, com mais de mil itens (posts), com centenas de imagens, centenas de vídeos e mais de 1 milhão de caracteres e que recebeu mais de 350 mil visualizações de páginas no primeiro semestre deste ano.

Para a realização desse projeto, o IVH, por meio de sua área de educação, Vlado Educação, conta com uma equipe de especialistas sobre o tema de educação e memória e verdade:

Joana Salém Vasconcelos – historiadora, Mestra em Desenvolvimento Econômico (IE/UNICAMP), doutoranda em História Econômica (USP).

Andre Deak – mestre em teoria da comunicação (ECA/USP), professor de jornalismo na ESPM (graduação e pós), pesquisador associado do ESPM Media Lab e produtor multimídia no Liquid Media Lab.

Rafael Schincariol – Doutor em Direito (USP), professor visitante na UNIFESP e ex-Coordenador da Comissão sobre Mortos e Desaparecidos Políticos.

Ana Rosa Abreu – é mestre em psicologia educacional e tem 35 anos de experiência na área educacional. Atuou como professora, coordenadora de escolas e na formação de professores da rede pública e privada. Hoje é diretora do Vlado Educação – Instituto Vladimir Herzog – que desenvolve projetos educacionais nas áreas de Educação em Direitos Humanos, Memória da Ditadura e Jornalismo, dos quais se destaca o “Respeitar é Preciso!” e o Portal Memórias da Ditadura.

José Luis Del Roio – historiador, político e ativista, foi responsáveis pela recuperação de importante parte do acervo documental do PCB e colaborador da Comissão Nacional da Verdade.

Além da inclusão dos dados da CNV, o portal Memórias da Ditadura passará por atualização gráfica, aperfeiçoando a disposição de seus temas e melhorando a navegação para os estudantes, pesquisadores e professores que o utilizam.

A conclusão do projeto está prevista para o segundo semestre de 2016, mas aos poucos o novo conteúdo já será incorporado ao site.

Clique aqui e conheça o portal!

rodape

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email