Rede Nacional de Proteção a Jornalistas e Comunicadores

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Desde 2018 o Instituto Vladimir Herzog coordena a Rede Nacional de Proteção a Jornalistas e Comunicadores, um projeto que reúne organizações e indivíduos de todos os estados do Brasil. A Rede é um espaço específico para promover maior engajamento e articulação mais eficiente no combate à violência contra jornalistas e comunicadores de todo o país.

Juntos a outras entidades, como Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Artigo 19 e Repórteres sem Fronteiras, articulamos e desenvolvemos instrumentos de proteção a jornalistas e comunicadores que, constantemente, são alvos de diferentes tipos de violações à liberdade de expressão, como ameaças, agressões e, em casos mais graves, tentativas de assassinato – para, assim, garantir o direito à liberdade de expressão e fortalecer a democracia brasileira.

Atualmente, o Brasil é um dos lugares mais violentos da América Latina para a prática do jornalismo e da comunicação. Mas muito além da segurança pessoal dos profissionais, essa luta visa a fortalecer a instituição da liberdade de expressão, valor fundamental e indispensável para o exercício da democracia.

A rede também visa assegurar o direito de todos os cidadãos ao acesso a informações que lhes permitam formar seus próprios juízos individuais a respeito dos assuntos de interesse público na vida nacional.

Ao longo de 2019, após muitas articulações em todo o Brasil, foi realizada a 2a. edição do Encontro Nacional, com a participação de cerca de 80 comunicadores de todos os estados do país.

Rede Nacional de Proteção a Jornalistas e Comunicadores
Rede Nacional de Proteção a Jornalistas e Comunicadores
Rede Nacional de Proteção a Jornalistas e Comunicadores

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Skip to content