Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Desde a sua primeira edição, em 1979, o Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos reconhece o trabalho de jornalistas e artistas do traço que colaboram na defesa e promoção da Democracia, da Cidadania e dos Direitos Humanos.

Já em sua primeira edição, em outubro de 1979, o Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos estimulou a luta pela Democracia: ajudou a chegada da Anistia, em agosto deste mesmo ano, e a mobilização pelas eleições diretas para Presidente da República, que só ocorre 1989. Deste então, além de reverenciar a memória do jornalista Vladimir Herzog, preso pela ditadura civil-militar, torturado e morto em 25 de outubro de 1975 nas dependências do DOICodi, em São Paulo, o Prêmio reconhece o trabalho de jornalistas que colaboram na defesa e promoção da Democracia, da Cidadania e dos Direitos Humanos e Sociais.

A distinção se dá na forma de um troféu, criado pelo artista plástico Elifas Andreato. É a única premiação jornalística do país cuja reunião do júri é aberta ao público e independente dos veículos de comunicação.

A participação do Instituto Vladimir Herzog no Prêmio se deu desde o ano de inauguração, em 2009. Ano após ano são premiadas as reportagens jornalísticas mais relevantes que se dedicam a cobrir assuntos ligados aos direitos humanos e à promoção da cidadania, comprometidas com o interesse público e que investiga e denuncia violações de direitos dos cidadãos. 

O Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos é o mais tradicional prêmio jornalístico do país e acontece, de forma initerrupta, desde sua criação, em 1979.

Atualmente, integram a Comissão Organizadora do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos 14 instituições: Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI); Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio); Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo; Conectas Direitos Humanos; Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP); Sociedade Brasileira dos Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom); Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Nacional); Ordem dos Advogados do Brasil – Secção São Paulo; Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo; coletivo Periferia em Movimento; Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo; Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ); Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e Instituto Vladimir Herzog.

Já foram premiados + 600 jornalistas brasileiros e latino-americanos – veja aqui a lista completa.

Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog
40º Prêmio Jornalistico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos
Cerimônia de entrega do 40º Prêmio Jornalistico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Evento realizado no Tuca Arena. Data: 25/10/2018 – Local: São Paulo/SP – Foto: José Luis da Conceição/OABSP
Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog
Roda de Conversa
As Rodas de Conversa do Prêmio Vladimir Herzog são um convite à participação dos premiados em uma atividade de viés educativo para troca de experiências no campo do fazer jornalístico.
33º Prêmio Vladimir Herzog
Troféus do 33º Prêmio Vladimir Herzog
Os vencedores recebem o troféu criado pelo artista plástico Elifas Andreato

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Skip to content