DOE AGORA

Fundo Brasil vai doar até 360 mil reais para projetos de direitos humanos

Fundo Brasil vai doar até 360 mil reais para projetos de direitos humanos

Edital é destinado para projetos de organizações da sociedade civil que tenham como objetivo o enfrentamento do tráfico de pessoas

O Fundo Brasil de Direitos Humanos vai doar até 360 mil reais para projetos de organizações da sociedade civil que tenham como objetivo o enfrentamento do tráfico de pessoas para o trabalho escravo ou exploração sexual de mulheres, crianças e adolescentes, ou, ainda que em menor escala, tráfico de órgãos ou adoções ilegais. As propostas selecionadas receberão entre 20 a 40 mil reais para projetos com até um ano de duração. As inscrições podem ser feitas até 27 de fevereiro.

Serão aceitas propostas de organizações sociais sem fins lucrativos, formalizadas ou não, com ou sem CNPJ, desde que atendam aos demais requisitos deste edital, além de organismos universitários de prática em direitos humanos.

De acordo com o edital, o Fundo Brasil busca identificar organizações que pretendam desenvolver projetos que difundam a problemática do tráfico de pessoas e suas finalidades, realizem atividades de prevenção, produzam informações, propiciem formações para a população, capacitem profissionais das diversas áreas de atendimento a pessoas libertas, promovam o engajamento das comunidades em situação de vulnerabilidade e pressionem e fiscalizem órgãos governamentais na execução de políticas públicas de enfrentamento ao tráfico nas três frentes de combate: a prevenção, a proteção e a criminalização.

Confira os elementos que serão considerados para a seleção do projeto:
• adequação ao foco do edital;
• impacto social pretendido;
• potencial efeito multiplicador do projeto;
• criatividade, caráter inovador e consistência da proposta;
• conexão com redes, fóruns, articulações locais, regionais ou nacionais;
• existência de vínculos estreitos com as comunidades com as quais a proposta se relaciona;
• adequação da proposta às necessidades reais da comunidade ou do público diretamente beneficiado;
• idoneidade e legitimidade do grupo ou organização que pretende executar as atividades;
• capacidade do proponente para o desenvolvimento do projeto proposto;
• diversidade regional.

O edital completo e a ficha de inscrição estão disponíveis aqui.

 

*Com informações da Agência 21