DOE AGORA

4° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão

4° Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão

Até o dia 10 de setembro, estudantes de jornalismo de todo o país podem inscrever suas propostas de pauta sobre “As Comissões da Verdade no Brasil” no 4º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão. As pautas selecionadas foram patrocinadas pelo Instituto Vladimir Herzog e a equipe que realizar a melhor matéria recebeu um prêmio especial.

A inscrição pode ser individual ou em equipe de até três estudantes, com a participação obrigatória de um professor na elaboração da proposta. São os próprios estudantes que definem a mídia na qual o trabalho será produzido.

Uma banca julgadora formada por acadêmicos e jornalistas selecionaram os melhores projetos de pauta, que foram apresentados ao público no dia 23 de outubro de 2012, em São Paulo, durante a cerimônia de entrega do 4º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão e do 34º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.

A melhor matéria resultante dos projetos selecionados recebeu um Prêmio Especial: a equipe realizadora e o professor orientador receberam uma viagem de quatro dias para Santiago, Chile, para visitar o Museu de la Memoria y los Derechos Humanos e outros lugares importantes que marcaram a história política desse país.

O Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão foi criado em 2009 com o objetivo de oferecer aos estudantes de jornalismo a oportunidade de desenvolver um trabalho jornalístico prático e reflexivo desde o projeto até a realização final de uma reportagem. Tanto o processo quanto o produto são orientados por um professor da instituição de ensino do estudante e por um jornalista mentor designado pelo Instituto Vladimir Herzog, criador e organizador do Prêmio.

Trata-se de uma homenagem ao jornalista Fernando Pacheco Jordão, que sempre se preocupou com o desenvolvimento dos jovens profissionais de imprensa, e a Vladimir Herzog, cuja vida foi dedicada a promover um jornalismo de qualidade, verdadeiro e, acima de tudo, responsável.

 

Regulamento e Inscrições

www.jovemjornalista.org.br

 

Informações adicionais

Instituto Vladimir Herzog – 11. 2894.6650
jovemjornalista@vladimirherzog.org

 

Sobre Fernando Pacheco Jordão

Iniciou sua carreira na década de 1950 como redator e locutor nas rádios Nacional, Excelsior e Cultura. Transferiu-se depois para a Radio Difusora e durante dois anos acumulou o trabalho em rádio com o de copydesk no jornal O Estado de S. Paulo. Atuou na TV Excelsior como editor e apresentador do “Show de Notícias” –  um telejornal diário que inovou o jornalismo televisivo e, em 1964, foi contratado pelo Serviço Brasileiro da BBC em Londres, onde se reencontrou profissionalmente com Vladimir Herzog, com quem havia trabalhado no Estadão. Em seu regresso ao Brasil, em 1968, foi convidado a atuar na TV Cultura, onde produziu programas didáticos, documentários e até dirigiu um teleteatro, que foi premiado num festival interno. No jornalismo na TV Cultura, Fernando Pacheco Jordão criou o programa “Foco na Notícia”, posteriormente denominado “Hora da Notícia”. De 1974 a 1979, atuou na TV Globo como editor do Jornal Nacional (SP) e diretor do Globo Repórter. Ainda foi correspondente da revista Istoé, em Londres, e da Editora Abril, em Paris, quando se despediu das redações. Diretor do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo na época do assassinato de Vlado Herzog (1975), Pacheco Jordão escreveu o livro “Dossiê Herzog – Prisão, Tortura e Morte no Brasil”. Em sua sexta edição, a obra é documento fundamental para compreender a história recente do nosso país.

 

Sobre o Instituto Vladimir Herzog

O Instituto Vladimir Herzog foi constituído em 25 de junho de 2009 com a missão de contribuir para a reflexão e produção de informação que garanta o direito à vida e o direito à justiça. Organização sem fins lucrativos e com neutralidade político-partidária, o Instituto Vladimir Herzog busca atingir seus objetivos baseando suas ações em três pilares: Preservar, Construir e Compartilhar. Mais informações podem ser encontradas no site www.vladimirherzog.org