DOE AGORA

Comissão da Verdade divulga nomes de responsáveis por atentado à OAB

Comissão da Verdade divulga nomes de responsáveis por atentado à OAB

Com informações do G1

Dossiê destaca que oficiais do Exército foram os responsáveis pelo crime. Secretária morreu ao abrir carta bomba em agosto de 1980

A Comissão da Verdade do Rio de Janeiro apresentou, nesta sexta-feira (11), a conclusão das investigações do atentado à sede dos Advogados da Ordem do Brasil (OAB) no dia 27 de agosto de 1980. Após dois anos, a comissão estadual concluiu que grupos de oficiais do Centro de Informação do Exército são os responsáveis pelo atentado, como informou a GloboNews.

Na época do crime, ainda no período da ditadura militar no país, uma carta bomba explodiu e matou a secretária do Conselho Federal da OAB, Lida Monteiro da Silva, de 59 anos. O atentado chegou a ser atribuído a grupos de direita, que eram contra a redemocratização.

Segundo o dossiê apresentado pela comissão, foi o sargento Magno Cantarino Mota quem entregou pessoalmente a carta bomba à secretária da OAB. O militar era gerente de repressão ligado ao Centro de Informação do Exército e adotava o nome de Guarani. Uma das testemunhas, que vai ter o nome preservado, reconheceu o Guarani, que no dia do crime usava roupa social e aparentava ter um pouco mais de 30 anos. A testemunha identificou o militar por fotos feitas na época do crime e foto mais recente, feita no ano de 2000. O Guarani ainda está vivo e, segundo as investigações, mora na Zona Oeste da cidade.

A ação foi comandada pelo coronel Fred Perdigão Pereira, também do Centro de Informação do Exército, além do sargento Guilherme Pereira do Rosário, que confeccionou o artefato. Ele morreu no ano seguinte, com uma bomba no colo, durante o atentado do RioCentro. O sargento tentava instalar uma bomba em um auditório com 20 mil pessoas que comemoravam o Dia do Trabalho.

O resultado de toda a investigação foi apresentado na manhã desta sexta durante uma coletiva na Ordem dos Advogados e contou com a presença do filho de Lida, Luiz Felipe Monteiro.