DOE AGORA

Mensagens de signatários do manifesto “Em Nome da Verdade”, de 1976

A pergunta feita foi: em que circunstâncias você assinou o documento? Por intermédio de quem o recebeu, onde trabalhava, que idade tinha etc.

Carlos (Carlinhos) de Oliveira

O assassinato do Vlado foi um golpe muito duro para nós, jornalistas, um golpe
que se somava a tantos outros praticados pela ditadura.

Assinar o documento foi uma maneira de publicamente manifestar meu repúdio
a mais um ato criminoso do arbítrio.

O manifesto chegou num fim de tarde à redação do Estadão, ainda na Rua
Major Quedinho, vindo do Sindicato dos Jornalistas.

Naquela época eu era repórter de O Estado de S. Paulo.

Eu tinha 24 anos.


6/5/2021.