DOE AGORA

InstitutoVladimirHerzog_VladoEducacao2

Entre 2012 e 2013 além do Prêmio Jovem Jornalista que foi incorporado à área educacional, o Vlado Educação, com apenas dois integrantes e colaboradores voluntários, elaborou alguns projetos, divulgou e fechou parcerias importantes para a sua execução e implementação. A grande receptividade de nossos projetos por parte da comunidade educacional e das instituições educativas tanto públicas como privadas, só vem reforçar a nossa convicção da demanda de trabalho e reflexão na área da Educação em Direitos Humanos, que vão além das discussões teóricas.

 

vladoeducacao_portalmemoriasdaditaduraPortal Memórias da Ditadura: é um portal aberto e interativo na web, voltado prioritariamente para jovens e para o público que pouco conhece sobre o tema, reunindo materiais que possibilitam uma visão abrangente da História do período, na perspectiva social, política, cultural e de grande produção artística. Os conteúdos serão produzidos em linguagem acessível e instigante com links para muitos materiais já produzidos e Este portal inclui apoio aos educadores com sugestões de atividades a serem realizadas a partir do material disponibilizado.

 

vladoeducacao_encartedoprofessorApoio para Educadores – Os Cartazes desta História: publicação que acompanha o livro de mesmo nome, publicado pelo Instituto, para orientar educadores no trabalho pedagógico em História do Brasil e Arte, analisando e produzindo cartazes com o tema dos Direitos Humanos. Esta sendo implementado em várias escolas públicas e privadas, entre as quais vale ressaltar a adesão das escolas de Ensino Médio na Regional Centro-Sul da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo. Este projeto inclui não apenas a distribuição para as escolas de livros Os Cartazes desta História e o encarte para Apoio ao Educador, mas também oficinas de formação para os educadores.

50 anos: do golpe à verdade: A elaboração do livro 50 anos: do golpe à verdade, de autoria do Mário Sérgio Morais, que é mais um material voltado para alunos do Ensino Médio e Superior abordando os anos da ditadura civil-militar no Brasil, o processo de redemocratização até os dias de hoje com os trabalhos da Comissão Nacional da Verdade. Sua espinha central é a construção dos Direitos Humanos nos últimos 50 anos. É uma narrativa repleta de histórias representativas dos diferentes momentos deste período, focando a sociedade civil como grande protagonista da História com ênfase nos movimentos sociais e, particularmente, nos de resistência. O “clima” integra a produção cultural e artística e comportamento no Brasil, importantes para compreender os aspectos políticos.

Escolas Vladimir Herzog – o acompanhamento das duas escolas públicas Vladimir Herzog, uma estadual e outra municipal, apoiando o desenvolvimento de ações que estejam relacionadas aos temas do Instituto Vladimir Herzog.

Ciclo Memória e Verdade

O Ciclo foi uma iniciativa do Instituto Vladimir Herzog e da Fundação Carlos Chagas, foi realizado em Heliópolis, São Paulo, no Centro de Convivência Educativa e Cultural de Heliópolis envolvendo educadores da região.

O Ciclo teve início com projeção do filme Vlado, 30 Anos e sua continuidade contou com uma rodada de palestras com personalidades que vivenciaram o período de ditadura no Brasil. Os participantes receberam o livro “As Capas desta História”, que traz à tona fatos e reflexões sobre o período da ditadura no País.

Palestras:

João Batista de Andrade (cineasta) – Diretor do filme Vlado, 30 Anos Depois

Professor Mario Sérgio de Moraes (Doutor em História Social) – Contextualização do período da ditadura;

Sérgio Gomes (jornalista) – A imprensa durante a ditatura

Fátima Pacheco Jordão (socióloga) – A contribuição feminina no período da ditatura

Dr. Marco Antonio Rodrigues Barbosa (advogado) – Direitos Humanos

Paulo Vannuchi – (Ex Ministro de Direitos Humanos) – Direitos Humanos e Comissão da Verdade

Respeitar é Preciso: é um projeto que visa a implementação de uma cultura de Educação em Direitos Humanos na Educação Básica, focando a experiência no convívio escolar. As atividades do projeto incluem a produção de materiais orientadores para as escolas e ações de formação para toda equipe escolar.

Jornalismo na Escola – um projeto interdisciplinar a ser desenvolvido nas escolas da Educação Básica, no qual, no primeiro ano de implementação os alunos atuam como jornalistas produzindo matérias para o jornal da escola, seja impresso ou virtual, programas de rádio e TV. Este projeto está sendo discutido com algumas instituições para sua implementação.