DOE AGORA

Rogério Sottili assume a diretoria-executiva do Instituto Vladimir Herzog

Rogério Sottili assume a diretoria-executiva do Instituto Vladimir Herzog

À frente da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, Sottili liderou a implantação, na rede pública paulistana de ensino fundamental,  o projeto “Respeitar é Preciso!”, criado e desenvolvido pelo IVH.

Rogério Sottili é o novo diretor-executivo do Instituto Vladimir Herzog. O cargo era desempenhado por Ivo Herzog desde a fundação do Instituto, em 2009. Agora, Ivo ocupará uma cadeira no Conselho Deliberativo da entidade.

A mudança foi oficializada na noite do último dia 27, durante a celebração, em São Paulo, dos 80 anos de nascimento de Vladimir Herzog e dos oito anos de fundação do Instituto.

“Acima de tudo, é um orgulho fazer parte do Instituto Vladimir Herzog. Espero honrar a confiança da Clarice e do Ivo e ajudar a tornar o IVH uma referência ainda maior na luta pelos Direitos Humanos, especialmente no momento vivido atualmente pelo país, em que valores dessa área mostram-se tão ameaçados”, disse Sottili.

A aproximação de Sottili com o IVH aconteceu, principalmente, a partir de 2013. Quando estava à frente da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, ele foi um dos parceiros do Instituto Vladimir Herzog no desenvolvimento do projeto “Respeitar é Preciso!”, que leva a educação em Direitos Humanos para as unidades escolares da Rede Municipal de Ensino da cidade.

Ivo Herzog salientou a importância da mudança: “Estamos encerrando um ciclo e iniciando um novo. Buscamos sempre aprimorar questões de governança e, com o Rogério, trazemos um profissional que irá dar uma nova dimensão ao papel do IVH na área de Direitos Humanos”.

Quem é Rogério Sottili?
Rogério Sottili foi Secretário Especial de Direitos Humanos do Governo Dilma Rousseff até maio de 2016. Antes disso, esteve à frente da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, entre 2013 e 2015, onde desenvolveu com sua equipe políticas públicas pioneiras de memória e verdade, como a criação da Comissão Municipal da Verdade, a construção do Monumento aos Mortos e Desaparecidos no Parque do Ibirapuera, e o desenvolvimento do projeto “Respeitar é Preciso!”, em parceria com o IVH, entre outros.

Mestre em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Rogério Sottili teve ainda forte atuação no Governo Federal. Foi secretário-executivo da Secretaria Geral da Presidência da República e secretário executivo da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, onde coordenou a construção do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3).