DOE AGORA

Renée de Carvalho: uma combatente rara que nasceu e morreu lutando

Renée de Carvalho: uma combatente rara que nasceu e morreu lutando

Renée dedicou sua vida à luta contra o regime militar, era detentora de uma bravura e, ao mesmo tempo, de uma serenidade e solidariedade rara.

Da página do MST

Na noite desta quarta-feira (12) perdemos uma lutadora das grandes. Renée de Carvalho nos deixou aos 93 anos de idade.

Militante e aguerrida, nasce em Marselha, na França, em 1925. Filha de pais comunistas dedicou-se desde muito cedo a luta resistência francesa contra a ocupação nazista e o governo colaboracionista de Vichy.

Ainda na juventude conheceu Apolônio de Carvalho, o dirigente comunista brasileiro foi seu companheiro de vida e de luta.

Com sua família Renée atravessou décadas de prisão, tortura e exílio.

Junto com Apolênio, seu companheiro, Renée participou da fundação do Partidos dos Trabalhadores (PT), em 1980, e manteve-se ligada ao partido até seu último dia de vida.

Renée dedicou sua vida à luta contra o regime militar, era detentora de uma bravura e, ao mesmo tempo, de uma serenidade e solidariedade rara. Uma combatente rara que nasceu e morreu lutando.