DOE AGORA

Prêmio Jovem Jornalista é tema de mesa no Congresso Internacional da Abraji

Prêmio Jovem Jornalista é tema de mesa no Congresso Internacional da Abraji

Uma reflexão sobre o processo de produção das reportagens vencedoras do Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão mobilizou estudantes de Jornalismo de diversas faculdades do Brasil, dia 26 de julho, durante o 9º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, na Faculdade Anhembi- Morumbi, em São Paulo.

 

 

 

Cinco reportagens premiadas foram apresentadas e analisadas por seus autores na roda de conversa especialmente organizada para o evento pela curadora do Prêmio, jornalista Ana Luisa Gomes: Travestis e Transexuais: luta por respeito nas salas de aula, de Marina Mori e Mariana Ceccon (UFPR, premiado em 2013); Como o bullying contra jovens indígenas estudantes de escolas “de branco” perpetua o estereotipo negativo do índio, apresentado por Nilbberth Pereira da Silva (ECA/USP, premiado em 2013); Bullying Velado: um retrato desconhecido das pessoas com deficiência, apresentado por Deborah Rezagui, Raquel Bertani e Cristiane Paião (Casper Líbero, premiado em 2013); Olhar Indigesto, apresentado por Gabriel Monteiro (Mackenzie, premiado em 2012) e O assassinato do Padre Henrique, apresentado por Débora Brito (UFPE, premiado em 2012).

A coordenação da mesa foi de Nemércio Nogueira, que contou com a colaboração de Paulo Markun nos comentários e observações sobre a importância do professor e do mentor no acompanhamento dos jovens estudantes no processo de construção de seus projetos e pauta e de suas reportagens.

Promovido pela Abraji-Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, o congresso deste ano reuniu cerca de 400 profissionais em aproximadamente 200 paineis e cursos práticos distribuídos ao longo de três dias de trabalho.

Confira a cobertura oficial da Roda de Conversa do Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão