DOE AGORA

Seminário internacional sobre violência contra jornalistas celebra os 35 anos do Prêmio Vladimir Herzog

Seminário internacional sobre violência contra jornalistas celebra os 35 anos do Prêmio Vladimir Herzog

Para discutir o problema da violência contra jornalistas e do cerceamento do direito da sociedade à informação, o Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos promoveu um seminário internacional no dia 21 de Outubro, no Itaú Cultural. A iniciativa foi planejada pela Comissão Organizadora do Prêmio Vladimir Herzog para celebrar o 35º aniversário do concurso jornalístico.

Moderado por Sérgio Adorno, diretor do Núcleo de Estudos da Violência da USP, e por Giancarlo Summa, diretor do Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil, o seminário teve a participação de James C. Duff, presidente e CEO do FreedomForum e do Newseum (Museu da Imprensa) de Washington D.C.; Jim Boumelha, presidente da Federação Internacional dos Jornalistas, com sede em Bruxelas, na Bélgica; e da jornalista mexicana Anabel Hernandez, especialista em reportagens investigativas sobre corrupção e narcotráfico, autora de vários livros e ganhadora do prêmio Pena de Ouro da Liberdade, outorgado pela WAN-IFRA-Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias.

Também participou dos quatro paineis do seminário o presidente da FENAJ-Federação Nacional dos Jornalistas e da Federação de Jornalistas da América Latina e Caribe, Celso Schröder; a advogada Taís Gasparian, sócia do escritório Rodrigues Barbosa, Mc Dowell de Figueiredo, Gasparian Advogados; e o jornalista Mauri König, que foi vítima de violência policial por suas reportagens investigativas no jornal Gazeta do Povo de Curitiba e cujo depoimento foi apresentado em vídeo porque na mesma data ele estava em Nova York para receber o Prêmio Maria MoorsCabot, a mais antiga distinção internacional de jornalismo, outorgado pela Columbia University.