DOE AGORA

Lançamento do livro “Pássaro sem rumo – Uma Amazônia chamada Genésio”

Lançamento do livro “Pássaro sem rumo – Uma Amazônia chamada Genésio”

destaque_passaro_sem_rumo“Pássaro sem rumo – Uma Amazônia chamada Genésio”, de Genésio Ferreira da Silva, testemunha-chave da morte do seringueiro, foi lançado no Rio de Janeiro 

Peça fundamental para a condenação dos assassinos de Chico Mendes, Genésio Ferreira da Silva lançou, no último dia 27, seu primeiro livro: “Pássaro sem Rumo – Uma Amazônia chamada Genésio”, publicação da Editora Instituto Vladimir Herzog. O evento aconteceu na Blooks Livraria, na Praia de Botafogo, no Rio de Janeiro.

Autora do texto de orelha do livro, Marina Silva, ex-candidata à Presidência da República, historiadora política, ambientalista e companheira de luta de Chico Mendes, prestigiou o evento.

Quem também compareceu foi Zuenir Ventura, jornalista e escritor brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL). Zuenir foi o responsável pelo resgate de Genésio quando, em 2004, foi enviado ao Acre pelo “Jornal do Brasil” para reportar a morte de Chico Mendes e encontrou o jovem então bastante debilitado.

Aos 14 anos de idade, em 1989, Genésio Ferreira da Silva foi testemunha-chave no processo que mandou para a cadeia os assassinos de Chico Mendes. O tempo passou e Genésio se perdeu. Foi resgatado por Zuenir Ventura, em 2004, no interior do Acre. Doente, carregava uma joia debaixo do braço: o manuscrito que deu origem a “Pássaro sem Rumo” e que narra suas esperanças e seus desesperos em uma Amazônia que continua ameaçada pelo poder econômico, como nos tempos de Chico Mendes.

 

Fotos do lançamento:

Fotos do caso: