DOE AGORA

Concerto em homenagem a Vladimir Herzog

Concerto em homenagem a Vladimir Herzog

Capa_homenagem_vladoEm 1975, oito mil pessoas na Catedral de São Paulo, na Praça da Sé, bradaram sua indignação pelo assassinato de Vladimir Herzog. Agora, 40 anos depois – e 30 anos após o fim da ditadura, em 1985 – os músicos da Bachiana Filarmônica SESI-SP e o maestro João Carlos Martins convidam a população para um concerto em homenagem à sua memória e para celebrar aquela data que assinalou o início da derrocada da ditadura e da construção da democracia brasileira. Dessa forma a memória de Vladimir Herzog continua representando a liberdade de expressão, único caminho para o desenvolvimento de uma nação.

O Instituto Vladimir Herzog, em parceria com a Fundação Bachiana, realizarão, dia 15 de Agosto, às 21 horas, um concerto especial, na Sala São Paulo, pela memória do jornalista Vladimir Herzog, detido ilegalmente, torturado e assassinado em 25 de Outubro de 1975, por agentes da ditadura, no DOI-CODI de São Paulo e também celebrou os 30 anos de democracia plena que o Brasil tem vivido, o bem maior, que deve ser defendido a todo custo.

Participaram do concerto os convidados especiais Robert Levin, um dos principais músicos da atualidade e professor de Humanidades na Universidade de Harvard, que atua como solista nas principais orquestras do planeta; e sua esposa Ya-Fei Chuang Levin, uma das mais destacadas jovens pianistas americanas, cujas interpretações têm sido aclamadas pela crítica dos Estados Unidos, tendo participado de inúmeros festivais pelo mundo.

O concerto teve o seguinte programa:

Hino Nacional Brasileiro, cantado por crianças da Fundação Cafú e da Bachiana Filarmônica SESI-SP, regida por João Carlos Martins.

Concerto nº1  de Mendelssohn para piano e orquestra
Solista: Robert Levin
Regente: João Carlos Martins

Concerto nº1 de Liszt
Solista: Ya-Fei Chuang Levin
Regente: Robert Levin

2º  Movimento do Concerto Imperador de Beethoven
Solista: João Carlos Martins
Regente: Robert Levin

Libertango de Astor Piazzolla
Solista: João Carlos Martins

A lista de Schindler de John Williams
Solista: Guido Santana, violinista com 10 anos de idade
Regente: João Carlos Martins

Bis: Trem das onze, de Adoniran Barbosa, com participação do público