DOE AGORA

34º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

34º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

A 34ª edição do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos é promovida e organizada por 11 instituições:

Associação Brasileira de Imprensa – Representação em São Paulo – ABI/SP
Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo – ABRAJI
Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil – UNIC Riovladimi_herzog_34pvh
Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo
Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP
Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ
Fórum dos Ex-Presos e Perseguidos Políticos do Estado de São Paulo
Instituto Vladimir Herzog
Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo – OAB/SP
Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo
Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

Contando com o apoio institucional da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e da Câmara Municipal de São Paulo, a edição deste ano (2012) tem o patrocínio da Petrobras, Banco do Brasil e Souza Cruz.

 

A 34ª edição do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

Até 3 de agosto, jornalistas de todo o Brasil poderão inscrever suas matérias para concorrer ao  Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Considerado entre as mais significativas distinções jornalísticas do país, o Prêmio Vladimir Herzog reconhece, ano a ano, trabalhos que valorizam a Democracia, a Cidadania e os Direitos Humanos nas mais variadas mídias.

20121023-_MG_0931A participação é aberta a todos os jornalistas profissionais brasileiros devidamente registrados no Ministério do Trabalho e Emprego (MTb). São nove categorias: Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Documentário de TV, Reportagem de TV, Rádio, Jornal, Revista, Internet e Categoria Especial (envolve todas as mídias) que, neste ano, tem como tema “Criança em situação de rua”.

Para concorrer, os candidatos devem se inscrever através do site www.premiovladimirherzog.org.br preenchendo a ficha cadastral e anexando sua obra publicada no período compreendido entre 2 de setembro de 2011 e 3 de agosto de 2012.

Pela primeira vez em todas as edições do Prêmio, a escolha dos vencedores será realizada em sessão pública, com transmissão ao vivo pela internet. O julgamento dos trabalhos será no dia 10 de outubro, na Sala Sérgio Vieira de Melo da Câmara Municipal de São Paulo. A cerimônia de premiação acontecerá no dia 23 de outubro, às 19h30, no Tuca (Teatro da Pontifícia Universidade Católica), em São Paulo.

No dia 10 de Outubro, das 10 às 15 horas, os representantes das 11 instituições promotoras do “34º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos” definiram os vencedores deste ano.

A solenidade de premiação aconteceu dia 23 de outubro (terça-feira), às 19h 30, no TUCA – Teatro da Universidade Católica de São Paulo. São 9 categorias : Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Documentário de TV, Reportagem de TV, Rádio, Jornal, Revista, Internet e Categoria Especial (todas as midias) que, neste ano, teve como tema “Criança em situação de rua”.

A edição 2012 do Prêmio recebeu 545 trabalhos inscritos, recorde de toda a sua história. A reunião do júri foi transmitida ao vivo pelo Portal da Câmara

A divulgação oficial dos vencedores aconteceu na atual Praça Divina Providência (Rua Santo Antonio com Praça da Bandeira) , atrás do Palácio Anchieta, rebatizada como “Vladimir Herzog “ por iniciativa da Comissão da Verdade da Câmara.

 

Prêmio Especial Vladimir Herzog 2012

Desde 2009, a Comissão Organizadora indica um jornalista para ser agraciado com o Prêmio Especial pelos relevantes serviços prestados à causa da Democracia, da Paz, da Justiça e contra a Guerra.20121023-_MG_0609 A iniciativa das instituições promotoras retoma proposta original do Prêmio, concebido em 1978, que previa tal homenagem a personalidades ou jornalistas que jamais inscreveriam seus trabalhos em qualquer tipo de concurso.

Já foram homenageados com o Prêmio Especial Vladimir Herzog os jornalistas Lourenço Diaféria  (in memoriam), Perseu Abramo (in memoriam), David de Moraes, Audálio Dantas e Elifas Andreato.   Neste ano, em caráter excepcional, foram indicados dois grandes nomes da imprensa brasileira: Alberto Dines e Lúcio Flavio Pinto.

Professor e escritor, o nome de Alberto Dines é um ícone da profissão por conta de sua integridade e compromisso com a verdade. Com atividade contínua ao longo de 60 anos nos principais jornais do país, criou, em 1996, o site Observatório da Imprensa – primeiro noticiário de análise e crítica da mídia no Brasil, com espaço aberto a discussões com jornalistas e universitários. Lúcio Flavio Pinto é hoje um dos jornalistas mais perseguidos por conta de sua trajetória corajosa e das denúncias que faz à frente do seu Jornal Pessoal (PA). Respondendo a inúmeros processos judiciais diante da censura que lhe é imposta pela justiça do Pará, segue lutando, de forma exemplar, para manter uma publicação independente que contraria interesses hegemônicos

Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos

Prêmio Jornalistico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos foi intitulado em 1978 pela família Herzog e pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Comitê Brasileiro de Anistia, Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP, Movimentos de Anistia, FENAJ-Federação Nacional de Jornalistas e ComissãoJustiça e Paz da Arquidiocesse de São Paulo. Sua finalidade é reconhecer e premiar jornalistas que, por meio de seu trabalho, contribuem para a promoção da democracia, cidadania e direitos humanos e sociais, bem como homenagear personalidades, profissionais e veículos de comunicação que se destacam na defesa desses valores fundamentais. Em 2014 o Prêmio chaga a seu 36º ano, consagrado por jornalistas, meios de comunicação social, importantes entidades do país e com o respeito da sociedade.