DOE AGORA

Portal Memórias da Ditadura ganha novos conteúdos

Portal Memórias da Ditadura ganha novos conteúdos

Em parceria com a Caixa e o Governo Federal, Instituto Vladimir Herzog promove uma nova série de atualizações no maior acervo digital do assunto.

Consagrado como o maior acervo online sobre a história da ditadura no Brasil, o portal Memórias da Ditadura irá receber, em breve, novos conteúdos e atualizações. A iniciativa é fruto de uma parceria do Instituto Vladimir Herzog com a Caixa e o Governo Federal.

Novas áreas serão adicionadas ao portal. Na sessão “Identidades e resistências”, entrarão conteúdos sobre a Comissão Nacional da Verdade (CNV) e o Movimento Negro; e também sobre a CNV e as periferias e favelas. Já na sessão “Violências de Estado”, serão postados materiais sobre a reforma das perícias e a reparação psíquica, sempre sob à luz das recomendações da CNV.

Além disso, haverá um aperfeiçoamento tecnológico do portal, a fim de facilitar a navegação e o acesso aos vastos conteúdos disponibilizados pelo site.

O portal Memórias da Ditadura foi lançado pelo Instituto Vladimir Herzog em 2014, respondendo à demanda da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República de criação de um portal com o objetivo de divulgar a História do Brasil no período de 1964 à 1985 junto ao grande público, em especial à população jovem.

A construção de um portal para difundir em larga escala conteúdos sobre esse período é um compromisso para com as novas gerações, reunindo informações de relevância para uma aproximação inicial, porém abrangente e consistente, a partir de conteúdos apresentados em várias mídias, que possam comunicar a complexidade e a intensidade dos fatos ocorridos durante a ditadura militar no Brasil do ponto de vista político, social e cultural, na perspectiva dos direitos humanos e da memória e verdade.

Embora exista muito material sobre a ditadura militar que marcou o Brasil durante 21 anos, há pouca coisa que relacione os fatos do passado com as situações vistas no presente. Além disso, é importante que haja um portal de referência, que reúna conteúdos relevantes e que organize o que já existe em diferentes mídias, com o objetivo de comunicar os acontecimentos do período da forma mais completa possível, numa linguagem acessível a quem não os conhece.

A proposta é que o portal Memórias da Ditadura ofereça conteúdos interativos, multimídia, estabelecendo sempre relações com os dias de hoje e que possam ser acessados em qualquer computador, tablet ou celular, cada vez mais comuns entre os jovens de todas as camadas sociais. É um site também preocupado com acessibilidade e foi construído de acordo com todas as normas internacionais da W3C.

Para atingir esse objetivo, o Instituto Vladimir Herzog constituiu uma equipe de dezenas de profissionais da área de jornalismo, educação e comunicação, assim como consultores especialistas nas temáticas abordadas, que produziram os conteúdos das diferentes áreas do portal.

Dessa forma, o portal Memórias da Ditadura apresenta a todas as escolas e interessados um extenso e diversificado material sobre esse período sombrio da História do Brasil.