DOE AGORA

Polícia Militar de São Paulo: Mais uma vítima

Polícia Militar de São Paulo: Mais uma vítima

A Polícia Militar do Estado de São Paulo foi responsável pela morte de Ricardo de Oliveira Santos, na última quarta-feira, na rua Mourato Coelho, no bairro de Pinheiros, zona Oeste da cidade de São Paulo, segundo testemunhas.

A vítima, um catador conhecido como “Negão”, teria se exaltado ao pedir comida em uma pizzaria, o que levou os donos do estabelecimento a acionarem a polícia. Ao chegar ao local, um dos policiais ordenou que Ricardo largasse o pedaço de madeira que segurava. Ao ignorar a ordem, o rapaz levou o primeiro tiro no peito. Em seguida, o policial teria se aproximado e atirado mais duas vezes contra o catador, que faleceu.

De acordo com reportagem do Portal G1, os policiais não prestaram socorro e, desobedecendo aos procedimentos definidos pela PM, retiraram o cadáver do local em uma viatura da corporação, sem permitir que fosse realizada a perícia. Uma das testemunhas, que registrou a ação com o celular, afirmou ainda que foi obrigado por um policial armado a apagar as imagens.

O Instituto Vladimir Herzog presta sua solidariedade à família, aos amigos e a todos que conheciam Ricardo. Registramos também nossa indignação com mais um episódio de conduta inaceitável da Polícia Militar e nosso repúdio à cultura de violência que tem na população jovem e negra suas vítimas principais.

É absolutamente imprescindível que o caso seja cuidadosamente investigado pelas autoridades responsáveis. Permaneceremos atentos ao desenrolar dessa investigação, prontamente dispostos a denunciar possíveis irregularidades.