DOE AGORA

Paulo Markun “entrevista” Edgar Leuenroth no dia 20 de agosto

Paulo Markun “entrevista” Edgar Leuenroth no dia 20 de agosto

Retrovisor é gravado no teatro Eva Herz, da Livraria Cultura, às 12h. Jornalista conversará com um dos mais notáveis anarquistas da Primeira República brasileira… morto em 1968

Em 20 de agosto (quinta-feira), às 12h, o jornalista Paulo Markun irá “entrevistar” um dos mais notáveis anarquistas do período da Primeira República brasileira, Edgard Leuenroth (nascido em 1881 e morto em 1968). Trata-se da gravação de mais um episódio da segunda temporada de Retrovisor, programa televisivo que possui formato talk-show. Nele, Markun conversa com personagens históricos brasileiros, todos eles interpretados por atores que irão responder as perguntas do jornalista e da plateia do teatro Erva Herz, da Livraria Cultura (Avenida Paulista).

O ator Vinícius Meloni representará Edgard Leuenroth. Devidamente caracterizado e embasado em pesquisas históricas, Vinícius Meloni, ou melhor, Edgard Leuenroth, será questionado sobre fatos de determinada época de sua vida. No caso, no momento em que o anarquista e jornalista sai da prisão após ter feito sua própria defesa.

Nascido em Mogi Mirim, São Paulo, Edgard Frederico Leuenroth foi um tipógrafo, jornalista, arquivista e propagandista. Considerado um dos mais notáveis anarquistas da Primeira República no Brasil, também conhecida como República Velha, fundou diversos jornais e foi colaborador de outros em diferentes funções.

Em 1917, ficou preso durante seis meses, acusado de ser o principal articulador da Greve Geral deflagrada em São Paulo. Rejeitou a pecha, mas admitiu ser um dos responsáveis pelo clandestino Comitê de Defesa Proletária, que negociou com patrões e organizou as reivindicações do movimento: jornada de 8 horas, aumento dos salários, redução dos aluguéis, normalização do trabalho das mulheres e dos menores e melhoramento dos locais de trabalho.

Retrovisor encontra o anarquista e jornalista saindo da prisão, depois de ter feito sua própria defesa.

Segunda temporada
Nesta temporada, Retrovisor tem uma cenografia especialmente desenvolvida que mescla projeções e uma espécie de “janela para o passado”, com o uso de sombra. A direção de imagem é de Marcelo Amiky.

“Percebi que Retrovisor funciona bem tanto no teatro quanto no vídeo. Nesta temporada, ao gravar no teatro Eva Herz ao meio-dia, oferecemos ao público uma opção que mescla entretenimento e história num horário alternativo”, diz Markun.

Esta temporada terá entrevistas com 13 personalidades, agora com o diferencial de um número maior de personagens femininos em relação à primeira temporada. “O Brasil teve um número enorme de mulheres proeminentes, em distintas áreas. Quanto aos temas, incluímos tanto gente envolvida em episódios históricos marcantes quanto pessoas que se destacaram do ponto de vista dos costumes, e ainda em áreas como educação, cultura e ciência”, comenta o jornalista.

“Chiquinha Gonzaga” foi a primeira. As gravações são realizadas no Teatro Eva Herz, em São Paulo, até outubro, sempre às 12h e com entrada gratuita para a população.

As entrevistas têm duração de uma hora e posteriormente serão exibidas em episódios de 26 minutos no Canal Brasil, a partir de outubro. “A ideia é também transformar todo esse material em um livro e DVDs. Os entrevistados são personagens de extrema relevância na história do Brasil, porém pouco conhecidos pela população”, ressalta Markun.

Ainda estarão sob perguntas de Markun personalidades como Floriano Peixoto (1895), Plácido de Castro (1908), Joaquim Nabuco (1919), José Bonifácio (1838) e Francisco José do Nascimento (1914).

Serviço
Entrevistador: Paulo Markun
Personagem: Edgard Leuenroth – por Vinícius Meloni
Data: 20 de agosto de 2015
Horário: 12h às 13h
Local: Teatro Eva Herz – Conjunto Nacional
Endereço: Av. Paulista, 2.073, Bela Vista – São Paulo/SP
Entrada franca: Ingressos devem ser retirados com 1 hora de antecedência