“O Instituto é mais importante do que nunca”, afirma Ivo Herzog sobre contexto político do Brasil

“O Instituto é mais importante do que nunca”, afirma Ivo Herzog sobre contexto político do Brasil

Em entrevista, Ivo Herzog comenta as dificuldades e conquistas do Instituto em 2016, além de apontar quais são os planos futuros para o IVH no próximo ano.

IVH: Como foi o ano de 2016 para o IVH?

Ivo: Foi um ano muito difícil porque o contexto econômico dificultou que a gente desenvolvesse nossos projetos. Muitos projetos tiveram que ser adiados para 2017. Mas tivemos uma excelente notícia no segundo semestre, com a assinatura do convênio do projeto Respeitar é Preciso! com a Prefeitura de São Paulo para sua aplicação em toda a rede municipal. Então, apesar das dificuldades, o balanço final é positivo.

 

IVH: Por que o convênio com a Prefeitura no projeto Respeitar é Preciso! foi tão importante?

Ivo: O Respeitar é Preciso! é hoje o programa mais importante na área de Educação em Direitos Humanos. Não existe nada parecido sendo feito. Ele é um projeto que pode ter impacto profundo no ambiente escolar no que diz respeito às relações entre alunos, professores e funcionários, reduzindo conflitos e diminuindo a violência. E o convênio assinado com a Prefeitura é um contrato importante pela dimensão da rede escolar de São Paulo, que atinge cerca de 1500 escolas.

 

IVH: O que representou para o IVH o apoio à exposição “Antonio Benetazzo: permanências do sensível” e a criação da CNViva, nova área do portal Memórias da Ditadura?

Ivo: “Antonio Benetazzo: permanências do sensível” foi um projeto muito importante que conseguimos apoiar, em parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, para montar a exposição em dois locais públicos da cidade de São Paulo e fazer com que fosse conhecida a relevante obra de Antonio Benetazzo, uma vítima da ditadura que ainda muito jovem foi um artista notável.

 

Já a criação da área CNViva foi uma oportunidade muito boa que tivemos de poder dar continuidade ao trabalho realizado no portal Memórias da Ditadura – principalmente, por poder realizar uma das recomendações da Comissão Nacional da Verdade, que é a divulgação de seu conteúdo em formato acessível a estudantes e pesquisadores.

 

IVH: Qual a importância do IVH no atual contexto político do país?

Ivo: O Instituto é mais importante do que nunca, por ser um espaço de diálogo, apartidário, porém profundamente político. E temos um acervo incomparável da história recente do Brasil, que ajuda a entender esse presente, que serve como um agente orientador, para que as pessoas fiquem menos perdidas dentro desse momento de turbulência que estamos vivendo.

 

IVH: Quais os planos e expectativas do IVH para o próximo ano?

Ivo: Temos dois grandes projetos para o ano que vem: a continuidade do projeto Respeitar é Preciso! e o desenvolvimento do conceito da Escola Nacional de Direitos Humanos, que irá levar a Educação em Direitos Humanos para diversos setores da sociedade. Estes dois projetos estão alinhados com a razão de ser do Instituto, que foi criado para ter agenda propositiva a partir da história do Vladimir Herzog. Nesse sentido, nada melhor que trabalharmos com a educação e formação de jovens na cultura dos Direitos Humanos.

Compartilhe
Compartilhe este artigo: Facebook Twitter Pinterest Google Plus StumbleUpon Reddit RSS Email

Posts Relacionado

Deixe um Comentrio


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>