DOE AGORA

Ministra Maria do Rosário reúne-se em São Paulo com dirigentes do Instituto Vladimir Herzog (2012)

Ministra Maria do Rosário reúne-se em São Paulo com dirigentes do Instituto Vladimir Herzog (2012)

A Ministra-Chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidencia da República, Maria do Rosário, reuniu-se no dia 25 de Junho de 2012, na sede do Instituto Vladimir Herzog, com Clarice e Ivo Herzog, familiares do falecido jornalista Vladimir Herzog. No encontro foram destacados os objetivos comuns de esclarecimento das circunstâncias das mortes e desaparecimentos de pessoas, ocorridos durante a ditadura, missão a que está dedicada a Comissão Nacional da Verdade.

Os dirigentes do Instituto reiteraram que desejam, por direito, o total esclarecimento dos fatos e circunstancias que caracterizaram a prisão arbitrária, tortura e morte de Vladimir Herzog, ocorrida em 1975 nas dependências do DOI-Codi em São Paulo e declararam que prosseguirão atuando com esse objetivo.

Nesse sentido a Ministra Maria do Rosario ressaltou a importância do Instituto Vladimir Herzog no desempenho de sua missão de resgatar a memória do combate à ditadura, notadamente pelos jornalistas brasileiros. E sublinhou o reconhecimento do Governo Federal à luta histórica empreendida por Clarice e Ivo Herzog ao longo dos anos.

A esse respeito a Ministra de Direitos Humanos e os dirigentes do Instituto Vladimir Herzog enfatizaram o importante momento democrático que o Brasil vivencia, traduzido vigorosamente nos trabalhos que estão sendo conduzidos pela Comissão da Verdade, criada pela Lei 12.528, de 18 de Novembro de 2011.

 

Sobre o Instituto Vladimir Herzog

A fundação do Instituto Vladimir Herzog, em 25 de Junho de 2009, inspirou-se na trajetória do jornalista, professor, cineasta e democrata assassinado pela ditadura em 1975, bem como nos valores fundamentais que defendia para o ser humano: democracia, liberdade, justiça social e direitos universais. Organização sem fins lucrativos e com neutralidade político-partidária, o Instituto atua para manter vivos esses valores e contribuir para a reflexão e produção de informações que os assegurem para todos.

O Instituto Vladimir Herzog busca atingir seus objetivos baseando suas ações em três pilares: Preservar: preservação da História do Brasil a partir do golpe de 1964 e com referência na história do jornalista Vladimir Herzog. Construir: promover, orientar e premiar trabalhos de Comunicação (Artes, Jornalismo, Cinema e Teatro) que abordem temas pertinentes a questões que afetam o direito da sociedade à vida e à justiça. Compartilhar: realizar palestras, debates, cursos e treinamentos, bem como publicar livros nas áreas relacionadas à Comunicação.