DOE AGORA

Mentores do Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão

Mentores do Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão

A curadoria do Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão, juntamente com os professores-orientadores e os jornalistas-mentores, já está coordenando as atividades dos cinco grupos de estudantes premiados a fim de garantir a produção das propostas de pautas vencedoras da sexta edição.

A matéria final a que se refere este concurso deverá ser entregue por cada uma das equipes até o próximo dia 30 de agosto, acompanhada de um resumo jovem_jornalista_6_premio2executivo detalhando seu processo de produção. A melhor matéria será escolhida pelos organizadores e divulgada no dia 29 de outubro, durante a cerimônia de entrega do Prêmio, no TUCA, em São Paulo.

Vamos conhecer quem são os jornalistas mentores convidados pelo Instituto a acompanhar a produção das pautas vencedoras desta edição:

PROPOSTA 1 – RADIODOCUMENTÁRIO

Pauta: “31 pelo 15”: a resistência persiste 

Equipe: Cássia Leticia Miranda Rodrigues | Karina Chichanoski | Matheus Henrique de Lara

Prof. Orientador: Gabriel Ferreira Carvalho

Universidade Estadual de Ponta Grossa – Ponta Grossa, PR

Jornalista mentor: Mauri König

Mauri König, graduado em Letras e Jornalismo, pós-graduado em Jornalismo Literário. Ganhou 27 prêmios de jornalismo em 24 anos de carreira, entre eles quatro Valdimir Herzog, dois Esso e três Embratel. Em 2012 recebeu em Nova York o Prêmio Internacional de Liberdade de Imprensa, concedido pelo Comitê de Proteção aos Jornalistas e, em 2013, foi agraciado pela Universidade de Colúmbia com o Prêmio Maria Moors Cabot. Publicou dois livros de jornalismo: Narrativas de um correspondente de rua e O Brasil oculto.

 

PROPOSTA 2 – IMPRESSO

Pauta: Nossas Cláudias, nossos Amarildos   

Equipe: Laís de Mello Rocio |Jéssyka Bernardone Saquetto |Rafaela Laiola Guimarães

Prof. Orientador: Victor Israel Gentilli

Universidade Federal do Espírito Santo – Vitória, ES.

Jornalista mentor: Paulo Oliveira

Paulo Oliveira é jornalista e professor. Atualmente é secretário de redação do jornal A Tarde (BA) e diretor da Abraji. Em 1993 ganhou o Prêmio Vladimir Herzog, com a matéria Grupos de Extermínio, feita com João Antônio Barros e Stella Guedes, de O Dia (RJ).

 

PROPOSTA 3 – DOCUMENTÁRIO AUDIOVISUAL

Pauta: Cadeias indígenas: oficiais e clandestinas  

Equipe: Suria Moustapha Barbosa | Bruno Alderighi Cavalcanti | Gabriel Azzi Collet e Silva

Prof. Orientador: Marcos Luiz Cripa

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – São Paulo, SP

Jornalista mentora: Bianca Vasconcellos

Bianca Vasconcellos trabalhou como repórter de TV durante 22 anos. Seus últimos trabalhos foram coberturas sobre a investigação de lavagem de dinheiro praticada por políticos e autoridades do Judiciário (Jornal da Record, por Boris Casoy) e a série Reserva sem Lei, que foi premiada pela Sociedade Mata Atlântica. Desde 2011 faz roteiro e direção de documentários para a TV Brasil em São Paulo. Entre os documentários premiados estão A Mão de Obra Escrava Urbana (Menção Honrosa Prêmio Vladimir Herzog e finalista do Prêmio Esso de Jornalismo), Carandiru, as marcas da intolerância (Menção Honrosa Prêmio Vladimir Herzog), A Vida por um Fio (Prêmio Roche de Jornalismo e Saúde Ibero- Americano)e Medicina do Futuro, realidade ou ficção? (Prêmio Medtronic e SINDHRio).

 

PROPOSTA 4 – PUBLICAÇÃO ONLINE 

Pauta: A política educacional como herança da ditadura militar 

Equipe: Luiz Magno Silva Leão |Flaviana Alves Santos | João Victor Mariano Barbosa Inácio Lauriano

Profa. Orientadora: Denize Daudt dos Santos Bandeira

Pontifícia Universidade Católica de Goiás – Goiânia, GO

Jornalista mentor: Marcos Emílio Gomes

Marcos Emílio é jornalista e consultor de marketing. Atuou em jornalismo político por 20 anos em veículos como Veja, O Estado de S. Paulo e Jornal do Brasil. Foi também redator-chefe da revista Playboy e executivo das áreas editorial e de marketing da Editora Abril, onde dirigiu o núcleo de edições regionais de Veja e o núcleo de Quatro Rodas, Runner’s World e Placar. Desde 2011, como sócio da Solares Comunicação e Marketing, realizou trabalhos para empresas e veículos como G1, TV Globo, Observatório Nacional de Segurança Viária, Editora Custom e Revista de Jornalismo da Escola Superior de Propaganda e Marketing. Foi jurado da edição mais recente do Prêmio Esso de Jornalismo e coordenou, em 2013, a produção do livro A Constituição de 1988, 25 anos. A Construção da Democracia & Liberdade de Expressão: o Brasil antes, durante e depois da Constituinte” da Editora Instituto Vladimir Herzog.

 

PROPOSTA 5 – SITE MULTIMÍDIA

Pauta: Aposentadorias e pensões militares, um legado econômico e social da ditadura no Brasil 

Equipe: Paloma Helena Martinho Rodrigues |Mariana Claudino de Melo

Profa. Orientadora: Alice Mitika Koshiyama

Escola de Comunicações e Artes da USP – São Paulo, SP

Jornalista mentora: Alana Rizzo

Alana Rizzo, é repórter da revista Veja em São Paulo. Formada em jornalismo pela PUC-MG, passou pelas redações de O Estado de S.Paulo, Correio Braziliense, Estado de Minas e Diário da Tarde. Vencedora (em equipe) dos prêmios Esso 2008, categoria regional e IPYS/Transparência Internacional 2009 (menção especial).