DOE AGORA

Material pedagógico do “Respeitar é Preciso!” é lançado em São Paulo

Material pedagógico do “Respeitar é Preciso!” é lançado em São Paulo

Projeto é uma parceria do IVH com as Secretarias dos Direitos Humanos e Cidadania e da Educação da Prefeitura de São Paulo 

Homofobia, bullying, falta de solidariedade com os colegas, excesso de autoritarismo por parte dos professores. Tudo isso são violações dos direitos humanos que acontecem dentro da escola e reproduzem o que também se passa do lado de fora.

Para lidar com essas questões, o Instituto Vladimir Herzog desenvolveu o projeto “Respeitar é Preciso!”, feito em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania e a Secretaria de Educação – ambas da cidade de São Paulo. O programa se baseia na construção de uma cultura de educação em direitos humanos, que trata do ensino de valores, que são necessariamente aprendidos nas experiências de vida, nas relações que ocorrem em todas as instituições e espaços sociais: na família, nos grupos religiosos, por meio daquilo que é valorizado pela mídia etc.

Após um processo colaborativo que contou com profissionais da rede municipal de ensino, o projeto elaborou quatro cadernos pedagógicos para serem usados na sala de aula – que foram lançados na Biblioteca Monteiro Lobato.

“O material traz propostas de atividades para serem feitas entre os adultos das escolas e com os alunos. A gente está partindo do princípio de que é muito importante que os adultos também entrem em um processo de educação em direitos humanos”, diz Neide Nogueira, coordenadora do Vlado Educação, unidade de atuação do Instituto Vladimir Herzog responsável pelo projeto.

Para o secretário adjunto de Direitos Humanos e Cidadania,, Rogério Sottili, o projeto é uma conquista importante para o sistema de ensino da cidade de São Paulo: “Em prol de uma nova cultura de direitos, de respeito, de defesa da democracia, de valorização da diversidade, para que nós possamos trabalhar em várias frentes, e a frente mais importante, sem sombra de dúvida, é a educação”.

Próximos passos
Na semana seguinte ao lançamento do material, Neide Nogueira e Ana Rosa Abreu, coordenadora e diretora do Vlado Educação, respectivamente, realizaram a primeira reunião com os mobilizadores – profissionais responsáveis por acompanhar a implementação do “Respeitar é Preciso!” em cada escola que já adotou o projeto.

As reuniões, que continuarão a acontecer periodicamente, constituem uma parte importante do projeto, como explica Ana Rosa: “O bom desenvolvimento do projeto requer nosso acompanhamento direto; e estaremos todos juntos nesse desafio“.