Instituto Vladimir Herzog recebe prêmio de Direitos Humanos da OAB-SP

Instituto Vladimir Herzog recebe prêmio de Direitos Humanos da OAB-SP

Em 3 de junho o Instituto Vladimir Herzog recebeu o Prêmio “Franz de Castro Holzwarth” de Direitos Humanos da OAB São Paulo, durante cerimônia realizada no prédio-sede da Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo, na Praça da Sé, no Centro da cidade.

Este prêmio contempla entidades e pessoas que contribuem ativamente pela defesa dos Direitos Humanos no país, tendo como proposta incentivar a luta pela justiça social e pelo respeito aos direitos básicos do cidadão. O nome da premiação é uma homenagem ao advogado Franz de Castro Holzwarth, assassinado em 1981 durante luta em defesa dos direitos dos presos de Jacareí (SP).

A OAB-SP já entregou este prêmio, que está na 30ª edição, a muitas personalidades que atuaram em prol dos Direitos Humanos, como Ulysses Guimarães, Caco Barcelos, Herbert de Souza (Betinho), Vicente Paulo da Silva (Vicentinho), Dom Paulo Evaristo Arns, Henry Sobel e padre Júlio Lancellotti, além de instituições renomadas, como a APAE-Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais.

 

instituto_vladimir_herzog_Convite_OAB

Veja as fotos do evento abaixo:

O Prêmio:

Prêmio Franz de Castro Holzwarth de Direitos Humanos faz uma homenagem ao advogado Franz de Castro, que nasceu em Barra do Piraí (RJ), mas consolidou carreira no Vale do Paraíba paulista, onde desenvolvia um respeitado trabalho de evangelização com presidiários locais. Esse trabalho, por ironia, custou-lhe a vida.

Em fevereiro de 1981, aos 39 anos, chamado para servir de mediador em uma rebelião na delegacia de Jacareí, Franz de Castro tornou-se refém dos amotinados que buscavam a liberdade. Durante a fuga, o carro em que estava foi metralhado. Morreram todos, detentos e o advogado refém. Na época, Franz de Castro era vice-presidente da Apac (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados). Como profissional militava nos municípios de Jacareí e também São José dos Campos

Sua morte chocou toda a região do Vale do Paraíba e repercutiu em todo o Brasil, porque reconhecidamente  dedicava-se à defesa e apoio aos oprimidos, principalmente no trabalho em defesa dos encarcerados. Por isso, para lembrar seu sacrifício, a OAB SP criou – em 1982 – o Prêmio Franz de Castro, que além de homenagear, tem a proposta de incentivar a luta pela justiça social e pelo respeito aos direitos basilares do cidadão.

Recentemente, o Vaticano sinalizou com a possibilidade de o Brasil ter o seu segundo santo. Como o primeiro – Santo Frei Galvão – ele tem fortes ligações com a região do Vale do Paraíba. Já foi autorizada a abertura do processo de canonização de Franz de Castro Holzwarth.

*Texto retirado do site da OAB São Paulo

 

Visualizar newsletter completa
Compartilhe
Compartilhe este artigo: Facebook Twitter Pinterest Google Plus StumbleUpon Reddit RSS Email

Posts Relacionado

Deixe um Comentrio


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>