DOE AGORA

Instituto Vladimir Herzog promove evento sobre a luta indígena

Instituto Vladimir Herzog promove evento sobre a luta indígena

Dezenas de pessoas estiveram na Caixa Cultural São Paulo para debater a história de luta dos povos indígenas pelo reconhecimento de suas terras.

Foto: Carolina Vilaverde/Instituto Vladimir Herzog

Com as presenças de Marta Azevedo, ex-presidenta da Fundação Nacional do Índio (Funai); Marlon Weichert, procurador do Ministério Público Federal; e Manoel Werá, liderança da terra indígena Jaraguá, o Instituto Vladimir Herzog promoveu, no último dia 10, o debate “Identidades e resistências: a luta dos povos indígenas”.

O evento, que aconteceu na Caixa Cultural São Paulo, resgatou a história de luta dos povos indígenas durante a ditadura e trouxe a discussão sobre o tema para os dias atuais, em que o Estado brasileiro continua a colocar a ação indigenista subordinada aos interesses do capital.

O diretor-executivo do Instituto Vladimir Herzog, Rogério Sottili, salientou a importância do IVH tratar do assunto que, segundo ele, reflete uma das maiores injustiças da história do país: “O Brasil tem uma dívida enorme com as populações indígenas, que sempre foram tratadas com muita violência e muita incompetência pelo Estado. Analisar esse histórico de atrocidades cometidas é importante não só para conhecermos melhor o passado do nosso país, mas, principalmente, para nos mobilizarmos para que essa realidade que permanece até os dias de hoje finalmente seja transformada”.

Fotos da galeria: Carolina Vilaverde/Instituto Vladimir Herzog

O encontro também marcou a inclusão, no acervo do portal Memórias da Ditadura, de novas seções sobre as lutas e resistência dos camponeses e indígenas durante a ditadura e pós-ditadura, com destaque ao material produzido sobre o tema por Maria Rita Kehl para a Comissão Nacional da Verdade.

Durante o último ano, o portal Memórias da Ditadura, criado pelo Instituto Vladimir Herzog em 2014, recebeu mais de 700 mil visitas e está consolidado como o maior repositório da internet sobre o tema. Para conhecer seus conteúdos, acesse: http://memoriasdaditadura.org.br/