DOE AGORA

Instituto Vladimir Herzog participa de encontro sobre Justiça de Transição e homenagens à vida de Vlado em novembro

Instituto Vladimir Herzog participa de encontro sobre Justiça de Transição e homenagens à vida de Vlado em novembro

O diretor executivo do Instituto Vladimir Herzog, Ivo Herzog, esteve em diferentes eventos ao longo do mês de novembro para celebrar a vida e o legado de Vlado. Saiba mais:

 

Homenagem a Vlado em Avaré

No dia 10 de novembro, Ivo Herzog, diretor-executivo do IVH, esteve na cidade de Avaré, interior de São Paulo, para um evento em homenagem a Vladimir Herzog, celebrando o primeiro ano do curso de Jornalismo da Faculdade Eduvale.

Realizada no auditório da Câmara Municipal da cidade, com capacidade para cerca de 300 pessoas, a conversa com os estudantes dos cursos de Jornalismo, Publicidade e Direito passou por aspectos biográficos de Vlado.

O encontro também discutiu temáticas relacionadas à liberdade de expressão, o passado recente do autoritarismo no Brasil, direitos humanos e anistia.

ivo-avare2

 

Conversa sobre Vlado com alunos da rede municipal

Alunos da EMEF Profª Nilce Cruz Figueiredo, sob orientação da professora Mara Sandra Zanin, visitaram o IVH para uma roda de conversa com Ivo Herzog sobre a história de Vlado. Ao longo das duas horas do encontro, os estudantes da rede pública tiraram suas dúvidas sobre a vida e os ideais de Vladimir Herzog e falaram sobre o contexto político que levou ao golpe de 1964. A conversa fez parte do encerramento de um trabalho colaborativo desenvolvido pelos alunos durante o 9º ano do Ensino Fundamental, cujo tema era a vida de personagens importantes no período da ditadura militar, entre eles Vlado.

15419470_1320083114715074_1401710112_o

 

III Congresso Internacional sobre Justiça de Transição

Ivo Herzog participou, no dia 25 de novembro, do III Congresso Internacional sobre Justiça de Transição – Assembleia Anual da Rede Latino-Americana de Justiça de Transição, em Belo Horizonte. O diretor-executivo do IVH esteve na coordenação da mesa do Fórum Justiça de Transição e Sociedade Civil, juntamente com Jair Krischke (Movimento de Justiça e Direitos Humanos) e José Benjamín Cuéller (El Salvador). O evento também apresentou uma linha do tempo com os principais marcos da ditadura militar, parte da exposição Resistir é Preciso, que foi cedida para a organização do evento.