DOE AGORA

Instituto Vladimir Herzog lança “Os cartazes desta história”, livro que reúne manifestações políticas da América Latina em prol dos Direitos Humanos (2012)

Instituto Vladimir Herzog lança “Os cartazes desta história”, livro que reúne manifestações políticas da América Latina em prol dos Direitos Humanos (2012)

Obra é parte do projeto “Resistir é Preciso…”, que resgata a memória da resistência contra a ditadura

 

Em 6 de Novembro, terça-feira, o Instituto Vladimir Herzog lançará o livro Os Cartazes desta História, uma compilação de 300 cartazes, documentos e fotografias políticas contra regimes militares e desrespeito aos direitos humanos nos vários países da América Latina. O coquetel de lançamento, aberto ao público, será na Livraria Cultura (Avenida Paulista, nº 2073), a partir das 19h, com a presença de Vladimir Sacchetta, José Luiz Del Roio e Ricardo Carvalho, autores da obra, e de Ivo Herzog, diretor do Instituto.

Com destaque à resistência contra a ditadura no Brasil (1964-1984) e à  rearticulação da sociedade civil depois da Anistia de 1979, as cartazes retratam denúncias e solidariedade dos brasileiros frente à situação no País e também nos vizinhos que viviam sob a intervenção militar.
Para ilustrar esses momentos, a obra é divida em seis capítulos:  Resistências, Anistia, Movimentos, Mulheres, Trabalhadores e Estudantes, Solidariedade, Mortos e Desaparecidos.

Organizada pelo jornalista Vladimir Sacchetta e com projeto gráfico de Kiko Farkas, a edição conta com o ensaio de Chico Homem de Melo, professor da FAU-USP e autor de artigos e livros sobre design gráfico. A obra conta com o patrocínio da Sabesp, por meio da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo.

Os Cartazes desta História é mais uma iniciativa do Instituto Vladimir Herzog no âmbito do projeto Resistir é Preciso…, idealizado pelo Instituto Vladimir Herzog, que tem por objetivo manter viva na memória dos brasileiros a luta da imprensa durante a ditadura, momento em que centenas de profissionais do meio foram presos, torturados e assassinados. A obra segue os padrões do livro As Capas desta História (2011), em que o destaque foi a imprensa alternativa e clandestina brasileira produzidas por jornalistas (muitos deles exilados) entre 1964 e 1979. Integra também o projeto a coletânea de 12 DVDs Os Protagonistas desta História, patrocinada pela Petrobras, com depoimentos de 60 jornalistas e “fazedores de jornais” que vivenciaram e enfrentaram as dificuldades da época.

 

Lançamento: Os cartazes desta história
Quando:
6 de Novembro, terça-feira

Horário: a partir das 19h

Onde: Livraria Cultura – Avenida Paulista, 2073, São Paulo (SP)


Sobre o Instituto Vladimir Herzog

A fundação do Instituto Vladimir Herzog, em 25 de Junho de 2009, inspirou-se na trajetória do jornalista, professor, cineasta e democrata assassinado pela ditadura em 1975, bem como nos valores fundamentais que defendia para o ser humano: democracia, liberdade, justiça social e direitos universais. Organização sem fins lucrativos e com neutralidade político-partidária, o Instituto atua para manter vivos esses valores e contribuir para a reflexão e produção de informações que os assegurem para todos.

O Instituto Vladimir Herzog busca atingir seus objetivos baseando suas ações em três pilares: Preservar: preservação da História do Brasil a partir do golpe de 1964 e com referência na história do jornalista Vladimir Herzog. Construir: promover, orientar e premiar trabalhos de Comunicação (Artes, Jornalismo, Cinema e Teatro) que abordem temas pertinentes a questões que afetam o direito da sociedade à vida e à justiça. Compartilhar: realizar palestras, debates, cursos e treinamentos, bem como publicar livros nas áreas relacionadas à Comunicação.

 

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

CDI Comunicação Corporativa