DOE AGORA

Jovens Jornalistas iniciam produção das pautas vencedoras da 8a edição

Jovens Jornalistas iniciam produção das pautas vencedoras da 8a edição

A partir desta semana, os oito grupos de estudantes contemplados na edição 2016 do Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão iniciam a fase de produção das reportagens apresentadas nas propostas de pautas selecionadas, custeadas pelo Instituto Vladimir Herzog. As matérias finais deverão ser entregues por cada uma das equipes até o dia 18 de outubro, acompanhadas de um Resumo Executivo que descreva seu processo de produção.

A melhor matéria será escolhida pela Comissão Organizadora para receber o Prêmio Especial a partir do resultado final alcançado pela equipe. O grupo ganhador do Prêmio Especial será divulgado apenas no dia 25 de outubro, no Tucarena, em São Paulo, na cerimônia de diplomação do 8º Prêmio Jovem Jornalista, que ocorrerá durante a Roda de Conversa com os ganhadores do 38º Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.

• Confira aqui as propostas premiadas:
Propostas vencedoras
(por ordem de inscrição)

Modalidade: Jornal
Zika Vírus e os Direitos Humanos: Doença afeta a autonomia reprodutiva e preocupa futuras mães do município de São Paulo
Estudante: Isis dos Santos Cruz da Fonseca
FMU – FIAM FAAM | São Paulo, SP
Profa. Orientadora: Carla Tozo

Modalidade: Multimídia
Zika Vírus em Porto Alegre: quais são e como ocorrem as políticas públicas de prevenção
Estudantes: Amanda Iegli Tech, Caroline de Mendonça Musskopf e Ângelo Jorge Neckel
Universidade Luterana do Brasil | Canoas, RS
Prof. Orientador: Deivison Moacir Cezar de Campos

Modalidade: Revista
Trabalho de mulheres contra o zika com foco na orientação e apoio às gestantes vítimas da doença
Estudantes: Larissa Bezerra, Rafael Pinto Donadio e Angélica da Costa Nogaroto
Centro Universitário Cesumar | Maringá, PR
Profa. Orientadora: Rosane Verdegay de Barros

Modalidade: Multimídia
Orfãos da zika: as motivações e as consequências para a vida de mães de bebês com microcefalia que, por diferentes razões, deixaram de criar seus filhos.
Estudantes: Ana Roberta Amorim da Silva e Thayná Tobias da Silva Campos
Universidade Federal de Pernambuco | Recife, PE
Profa. Orientadora: Adriana Maria Andrade de Santana

Modalidade: Televisão
O retrato dos direitos reprodutivos de mulheres do interior alagoano diante do cenário da microcefalia
Estudantes: Micaelle Helena Fernandes de Morais Belo e Hágata Christye dos Santos Rosalvo
Universidade Federal de Alagoas | Maceió, AL
Prof. Orientador: Julio Arantes Azevedo

Modalidade: Multimídia
Do outro lado do rio tem uma história – as mulheres e o zika na Tríplice Fronteira
Estudantes: Douglas Maia Rodrigues, Monique Ryba Portela e Heloisa Nichele de Oliveira
Universidade Federal do Paraná | Curitiba, PR
Prof. Orientador: José Carlos Fernandes

Modalidade: Revista
Síndrome congênita do vírus zika: Debate sobre o aborto em casos de microcefalia e outras complicações advindas da transmissão da mãe para o feto.
Estudantes: Karina Costa de Andrade, Viviane Santos Ferreira e Giovana Maria Santos de Santana Reis
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia| Vitória da Conquista, BA
Profa. Orientadora: Élica Luiza Paiva

Modalidade: Jornal
Ribeirinhas da fronteira Brasil – Argentina: entre a cultura e as políticas públicas da área da saúde – o risco do vírus Zika
Estudantes: Louise Ariane da Campo e Larissa Pereira Burchard
Universidade Federal do Pampa | São Borja, RS
Profa. Orientadora: Adriana Ruschel Duval